Agência AutoData de Notícias


Lançamento -
Luiz Carlos Beraldo, de Curitiba, PR

Sinotruk mostra caminhões Howo 380 em Curitiba

Array ( [last_activity] => 1440996136 [user_agent] => CCBot/2.0 (http://commoncrawl.org/faq/) [session_id] => nebmrh5qu5tm9ei3l76sf76tn7 [B64KEY] => 37fffe99d5ce8c74ffd83417448b9af5 ) 1

A Sinotruk Brasil apresentou na segunda-feira, 5, em Campina Grande do Sul, na Grande Curitiba, PR, caminhões Howo 380 nas versões 6x2 e 6x4 que começa a comercializar este mês por meio de rede de concessionários ainda de sete lojas planejada para ter quinze até dezembro e 25 em 2011.

De acordo com seu diretor de marketing, Joel Anderson, os novos caminhões têm preços sugeridos de R$ 270 mil para a versão 6x2 e de R$ 290 mil para a 6x4, valor 30% abaixo de seus concorrentes diretos produzidos no Brasil. Financiados por CDC, pois não dispõem do Finame por serem importados, teriam custo aproximadamente 15% menor do que os equivalentes nacionais, segundo o diretor financeiro Perácio Ferreira.

Com investimento inicial de R$ 12 milhões a Sinotruk é formada por capital privado de onze sócios brasileiros e tem como presidente o chinês Jian Hua Zhang. Sua diretoria e corpo técnico são formados por profissionais com origem em fabricantes de veículos como Ford, Mercedes-Benz, Volvo. Perácio Ferreira, por exemplo, foi presidente do Banco Ford, e o diretor administrativo e operacional, Gilberto Baron, teve catorze anos de experiência com Mercedes e Grupo Verdi.

Das primeiras 104 unidades já importadas cem são do modelo Howo, com motores de 10 litros e potência de 380 cv, e quatro são A7, com motores de 13 litros e potência de 420 cv. A empresa pretende deter, em pouco tempo, de 1,5% a 2% de participação no mercado de pesados.

A estratégia da Sinotruk é vender, inicialmente, apenas para empresas cujos veículos sabidamente operarão nas regiões Sul e Sudeste, onde já há rede estabelecida.

A rede autorizada já dispõe de pessoal e de peças de reposição, segundo Baron, e planeja vender seiscentos caminhões este ano, 1 mil em 2011 e pelo menos 1,5 mil em 2012. A empresa aposta nos Howo, cujos motores já são homologados para o Brasil, para conquistar o mercado: transporte de combustíveis e líquidos, reflorestamento, carga geral e baús.

Onde e quem é – A empresa ocupa galpão com 2,4 mil m² de área construída em Campina Grande do Sul, tem trinta funcionários e pretende manter-se enxuta para “crescer de acordo com o ritmo em que os produtos forem ganhando espaço no mercado”, segundo o diretor Ferreira.

Sinotruk é marca internacional da CNHTC, China National Heavy Duty Truck Group, que produz caminhões pesados desde 1956. Seus produtos incorporam tecnologia da Volvo, com a qual manteve acordo de cooperação de 2003 a 2008. Mais recentemente, em 2009, a alemã MAN comprou 25,1% de suas ações, e Joel Anderson acredita não haver conflito de interesses aqui.


No quinto dia de paralisações, empresa e sindicato não chegaram a acordo
Mdic oficializa condição de montadora da empresa
Rodovia chilena encravada na Cordilheira dos Andes é um dos maiores desafios para caminhoneiros e transportadoras no mundo
Hatch da Chevrolet bate o Fiat Palio pela primeira vez no ano
AutoData Editora promoveu na quinta-feira, 27, o 1°. Fórum Automotivo Regional do Paraná, que debateu os caminhos para a indústria automotiva ali
Empresa está disposta a aderir o PPE, mas mais medidas seriam necessárias