Agência AutoData de Notícias


Fornecedores -
Redação AutoData

Acteco terá fábrica próxima à Chery, em Jacareí

Array ( [last_activity] => 1487579416 [user_agent] => CCBot/2.0 (http://commoncrawl.org/faq/) [session_id] => 7lc58m44vmi0ph965l21ci6ur1 [B64KEY] => fb7ebb055eb3731459eeb081709ba952 ) 1

Mais um fornecedor da Chery confirmou fábrica em Jacareí, Interior paulista, em terreno próximo às instalações onde a montadora chinesa produzirá seus automóveis. Segundo informações da prefeitura local a Acteco, principal fornecedora de motores da Chery, e pertencente ao mesmo Grupo, investirá US$ 10 milhões para erguer sua unidade produtiva, onde gerará 150 empregos diretos.

Localizada em galpão de 22 mil metros quadrados, a linha de montagem da Acteco Brasil deverá começar a operar em janeiro de 2014. Não foram informadas pela prefeitura os produtos que serão ali produzidos, mas em seu site na internet a divisão de powertrain da Chery informa fabricar mais de 20 tipos de propulsores a gasolina e a diesel, que vão de 0,6 litro até 3 litros, em parceria de desenvolvimento com a empresa austríaca AVL.

Os modelos que serão produzidos pela Chery aqui, Celer e QQ, são oferecidos atualmente no mercado nacional – importados da China – com motores e 1,5 litro flex e 1,1 litro gasolina, respectivamente.

A Chery Brasil, entretanto, não confirma a instalação da Acteco no município. Procurada pela reportagem a empresa afirmou que “os estudos para a fábrica de motores ainda estão em curso e, quando finalizados, serão apresentados ao governo do Estado de São Paulo”.

Publicação no Diário Oficial da União do Estado de São Paulo de 8 de junho revela que a Cetesb concedeu à Acteco Brasil Importação, Fabricação e Vendas de Peças de Veículos licença ambiental para construção de fábrica em Jacareí, na estrada municipal Hondo Japão.

Em junho o presidente da Chery, Luis Curi, afirmou à Agência AutoData que três fornecedores confirmaram sua instalação no parque de fornecedores anexo à montadora, e estimava ali chegada de mais três ou quatro empresas. Na ocasião o executivo revelou que até o fim daquele mês decidiria o local e o valor do investimento na fábrica de motores, o que, entretanto, ainda não ocorreu de forma oficial.


Mesmo com previsão de alta de 11,9% na produção de veículos, encomendas das montadoras não devem crescer
As vendas nestes países fizeram a companhia recuar 4% em vendas no mês de janeiro. Resultado foi positivo em outros mercados
Em 2016, foram montadas 14 mil 111 unidades, volume inferior aos registrados na década de 90
A benesse dos governos anteriores, antes comemoradas pelas montadoras, desembocou numa ociosidade da ordem de 70% nas fábricas brasileiras
Caixa Econômica Federal recebeu primeiro pedido, da Suzantur, para financiar oitenta ônibus pelo programa
Se projeto tornar-se lei e proteger melhor as instituições financeiras recursos liberados podem chegar a R$ 86,7 bilhões este ano