Agência AutoData de Notícias


Montadora -
Ana Paula Machado

Motor verde-amarelo da M-B equipa caminhão alemão

Array ( [last_activity] => 1503448346 [user_agent] => CCBot/2.0 (http://commoncrawl.org/faq/) [session_id] => bstdnoun8hpfgdhs7s86aeuvt1 [B64KEY] => 4c3c690de4ee5fc4650542142173a0e4 ) 1

A Mercedes-Benz do Brasil iniciou a exportação de motores Euro 3 para a Daimler, na Alemanha: essa é a primeira vez que os motores produzidos em São Bernardo do Campo, ABC paulista, o foram para uma fábrica alemã. Os motores equiparão o modelo rodoviário Actros e os fora de estrada Arocs e Zetros, que serão exportados para mercados da África e Oriente Médio.

A companhia não informou quantas subsidiárias participaram da concorrência interna para o fornecimento dos motores. Garantiu, no entanto, que a escolha pela unidade brasileira foi em razão do custo e da similaridade do Brasil com os países que receberão os caminhões. A expectativa é a de que esse contrato tenha vigência pelo menos até 2020.

O primeiro embarque foi realizado na semana passada, com destino à fábrica localizada em Wörth, onde se produz o Actros. A versão escolhida para esse contrato, de acordo com a companhia, é a OM 460 Euro 3. Desde os anos 2000 a M-B exporta motores para o México e para os Estados Unidos, neste caso as versões Euro 5.

Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e seu CEO para a América Latina, disse, em nota, que a tradição da unidade brasileira na produção de motores contou a favor na escolha pelo Brasil: “O Grupo Daimler escolheu a Mercedes-Benz do Brasil para atender esses mercados devido à sua tradição na produção de motores robustos, resistentes e adequados para as mais severas condições de transporte de cargas, similares às características da região da África e Oriente Médio”.

Schiemer esclareceu, também, que o trem de força dos caminhões produzidos no Brasil é referência em qualidade e confiabilidade no grupo: “Há o baixo consumo de combustível e o baixo custo de manutenção durante toda a vida útil dos veículos”.

A Mercedes-Benz informou, ainda, que os motores brasileiros foram testados, durante a fase de desenvolvimento, em bancos de provas nas fábricas de veículos comerciais de São Bernardo do Campo e de Stuttgart, Alemanha. Também passaram por testes de operação no Brasil, Alemanha e Oriente Médio.

Em mais de sessenta anos já saíram da unidade de motores da M-B no Brasil cerca de 3 milhões de unidades.


Nos bancos de montadoras: os juros chegam a ser praticamente a metade dos oferecidos pelas instituições de varejo.
Para a fabricante de robôs lançamentos previstos para 2018 demandam linhas de produção com equipamentos novos
Chinesa informou que há incertezas nas negociações e que os seus esforços não geraram progressos
Expectativa é a de que as vendas de carros com emissão zero no mercado chinês cheguem a 4 milhões de veículos em 2025
Pesquisa realizada pela IPSOS mostra que brasileiro se mostra disposto a dirigir veículos autônomos
Construção de datacenter na Alemanha ajudará empresa a criar oferta de serviços na nuvem