A nova era da mobilidade

Imagem ilustrativa da notícia: A nova era da mobilidade
CompartilheAutoData Empresarial
24/03/2019

A Dana é conhecida globalmente no setor automotivo como uma empresa inovadora. Com mais de um século de atividade (foi fundada em 1904) a companhia atingiu no ano passado a marca de 10 mil patentes registradas. Além de ser um número impressionante para uma única empresa, comprova, também, claramente, seu elevado grau de inovação.

 

Nos últimos 20 anos o foco da engenharia da empresa vem sendo dirigido para desenvolver soluções voltados à eletromobilidade. “A Dana se antecipou em mais de uma década à tendência de eletrificação veicular, e por isso, está na vanguarda tecnológica neste setor”, destaca Raul Germany, Country Leader da Dana para o Brasil.

 

E para oferecer soluções completas em eletrificação veicular (de carros de passeios até veículos comerciais) a empresa foi às compras e acelerou este processo ao adquirir companhias como a Brevini (incorporada em fevereiro de 2017), a TM4 (em junho deste ano) e a Oerlikon (em julho deste ano), que avançaram globalmente no desenvolvimento de soluções para a mobilidade eletrificada.

 

A Dana estava presente em setembro deste ano, no maior evento do mundo para veículos comerciais, o “IAA Commercial Vehicles”, que acontece todo ano par em Hannover, na Alemanha. Jim Kamsickas, CEO e presidente mundial da empresa, resumiu bem a nova fase: “As pessoas não fazem ideia das mudanças na Dana nos últimos 18 meses após a aquisição da Brevini e da TM4. Hoje, podemos dizer com orgulho que somos o único fornecedor com a capacidade de fornecer transmissões eletrificadas e e-eixos totalmente integrados, completos com sistemas de gestão térmica, em todos os mercados mundiais”.

 

Kamsickas sabe bem o que significa essa extraordinária capilaridade que a Dana adquiriu com as recentes aquisições. A empresa está presente em 33 países nos seis continentes do planeta. Com a aquisição da Brevini, a Dana ampliou em mais de 50% sua base de clientes em todo o mundo. São 100 instalação de engenharia, fabricação e distribuição. Aqui na América do Sul, a empresa tem plantas na Argentina, Brasil, Colômbia e Equador, empregando mais de cinco mil colaboradores.

 

A Dana é uma das poucas sistemistas do setor automotivo que é especialista no mercado nacional. Opera no Brasil há mais de 70 anos, desde quando a indústria automotiva ainda estava em fase embrionária. Hoje a empresa tem unidades industriais em Gravataí, RS, e no Estado de São Paulo, nas cidades de Campinas, Jundiaí, Limeira e Sorocaba.

 

Nos países mais ricos do mundo (Estados Unidos, Canadá, todos da Europa Ocidental, além de China, Japão e Coreia do Sul), os veículos elétricos ampliam seu protagonismo, particularmente nas grandes cidades em que legislações cada vez mais severas quando não proíbem completamente, restringem a circulação de veículos comerciais movidos a combustíveis fósseis, movimentos que se ampliam para um número cada vez maior de cidades ao redor do mundo.

 

Estudos apontam que até 2030 cerca de 50% dos veículos comerciais comercializados no mundo serão movidos a eletricidade. “Aqui no Brasil não será diferente. Por ora, a eletrificação vem se mostrando viável em nichos como o transporte urbano feito por vans, micro-ônibus e caminhões leves”, destaca Raul Germany. “Temos produtos de ponta para eletrificação nos eixos e, também, para veículos movidos com motor elétrico central”, comenta Germany.

 

Sistemistas e montadoras entendem que, para mobilidade urbana, a eletrificação é o caminho e, para deslocamentos em longas distâncias, a solução mais viável no médio prazo são os veículos híbridos. “Com a eletrificação do terceiro eixo, por exemplo, é perfeitamente possível reduzir significativamente o tamanho e a potência dos motores a diesel sem perder performance e ganhando muito em eficiência, diminuindo o consumo, reduzindo as emissões e aumentando a rentabilidade operacional do veículo”, comenta Germany.  

 

A Dana é uma empresa que historicamente investe no presente com foco nas tendências de um futuro muito próximo. A empresa, que passou os últimos 20 anos desenvolvendo soluções tecnológicas para antecipar e assim se capacitar para atender as demandas das montadoras em eletromobilidade, colhe agora os frutos de seu processo de “engenharia contínua”. Germany, que vislumbra que tudo isso já vem sendo introduzido no mercado brasileiro, revela que a Dana desenvolveu soluções para uma van e um caminhão 100% movidos por seus eixos elétricos que estão em avaliação na Europa e que, na China, onde a empresa já atua com a TM4 em produtos que estão em produção, trabalha em dois lançamentos para aplicações em ônibus.