Usiminas ganha sua IATF 16949:2016

Imagem ilustrativa da notícia: Usiminas ganha sua IATF 16949:2016

A Usiminas é uma das cinco empresas já homologadas no País pela nova norma da ISO, entidade internacional que padroniza processos e produtos na indústria, como fornecedora do setor automotivo que atende às novas regras de controle de qualidade impostas à cadeia automotiva em 2016. A ISO afirma que 1 mil 186 fornecedoras daqui ainda precisam se certificar e têm até o final de 2018 como prazo para se adequar às normas. Fiat, Ford, General Motors e Volkswagen já informaram seus fornecedores que, a partir do ano que vem, exigirão essa certificação aqui.

A nova regra, a IATF 16949:2016, é a atualização da norma ISO 9001, específica para as empresas do setor automotivo. Eduardo Sarmento, gerente de atendimento ao cliente, tecnologia e qualidade da Usiminas, disse que a siderúrgica acrescentou novas análises de produtos e procedimentos ligados à entrega ao cliente:

“As fabricantes se uniram para melhorar a qualidade dos seus veículos, e estabeleceram junto com a ISO novas regras para produzirem veículos mais seguros”.

A Usiminas, maior fornecedora de aços planos e outros tipos do material às montadoras, empresas sistemistas e de autopeças, iniciou no ano passado o processo de transição para atender às novas regras. Fora a adoção de novos métodos de inspeção dos produtos destinados às fabricantes de automóveis teve de manter os 286 engenheiros da qualidade em seu quadro de funcionários e seus laboratórios internos foram certificados pelo Inmetro.

Sarmento contou que a transição, finalizada em outubro, demandou planos de contingência que reduziam os riscos das operações dos clientes. A certificação foi conquistada em junho após auditoria feita por uma empresa ligada à ISO nas usinas de Cubatão, SP, e Ipatinga, MG:

“Incorporamos procedimentos que garantem a entrega ou criam alternativas caso sejam previstos atrasos no despacho dos materiais. Para os materiais, especificamente, a nova regra visa a controlar melhor a qualidade do produto. Existem algumas partes do automóvel que são classificadas como peças de segurança e nesse caso é preciso ter um trabalho de controle da qualidade especial”.

As fabricantes de veículos são um dos principais clientes da Usiminas e a projeção de crescimento, de 21,5%, da produção de veículos este ano, fez a siderúrgica aumentar a sua capacidade de produção de aço para atender à demanda. Em maio anunciou que religará em 2018 um alto-forno de ferro-gusa, um dos insumos do aço, que estava inoperante desde 2015 na usina de Ipatinga. O equipamento incrementará em até 600 mil toneladas a produção de gusa do ano que vem.

 

Crédito da foto: Divulgação