383-2021-11

33 AutoData | Novembro 2021 vamos parar por aí, pois existe um desejo do consumidor para que este conceito seja estendido a outros modelos turbo do portfólio Chevrolet” – ou seja: pode-se esperar um Tracker RS para breve. A nova versão da picape foi lançada com a intenção de conquistar 10% das vendas do mix de S10, que até setembro somou 26 mil emplacamentos ao longo do ano, de acordo com a Fenabrave. Pesquisas e dados da GM mostraram que a S10 é um de seus veículos que os clientes mais personalizam. Diante disso a Z71 chega ao Brasil com a opção de vinte itens, além da gama de acessórios disponíveis. Desenvolvida pelas equipes de enge- nharia do Brasil e dos Estados Unidos a S10 Z71 se diferencia pelos faróis commáscara negra contornados por led, grade frontal escurecida, assim como os estribos e o santantonio, e rodas aro 18 de desenho exclusivo pintadas em preto. A versão é equipada com um pneu também exclusivo, desenvolvido em par- ceria com a Michelin. Ele temmais borra- cha e adiciona compostos de pneus para veículos pesados, aumentando assim, se- gundo a montadora, a sua robustez. Amotorização segue o padrão de ou- tras versões: motor 2,8 L turbo diesel de Divulgação/GM 200 cv de potência e transmissão auto- mática de seis marchas. MAIS RECEITAS, MAIOR MARGEM Enquanto a unidade brasileira prepara o lançamento de mais três modelos até o fim do ano na matriz estadunidense da General Motors a CEOMary Barra divulgou plano para dobrar as receitas e ampliar as margens de 12% para 14% até 2030. A executiva disse que “a GM já transformou o mundo antes e fará isso novamente”. Até 2025 a companhia investirá US$ 35 bilhões para lançar mais de trinta veículos totalmente elétricos no mundo, além de avançar na direção autônoma. A menina dos olhos para ampliar a receita, porém, está nos novos negócios: a GM deixará de ser apenas uma empresa fabricante de veículos para tornar-se, também, uma empresa de tecnologia, com reforço no investimento em plataformas de software. Hoje a GM tem em seu portfólio vinte startups, algumas já lançadas e outras ainda em gestação. É desta área que virá boa parte dos novos ganhos e onde es- tão as possibilidades de fazer crescer as margens. A companhia tem como objetivo, tam- bém, liderar o desenvolvimento e a produ- ção de veículos autônomos, por meio de sua divisão Cruise. Barra divulgou porme- nores doUltra Cruise, tecnologia de direção assistida que começará a ser oferecida em 2023 e que promete atender a 95% dos cenários de condução do veículo semque o motorista coloque as mãos no volante – isso aomenos emestradas pavimentadas dos Estados Unidos e do Canadá. No campo elétrico foi confirmado o lançamento da Chevrolet Silverado EV, picape elétrica, em janeiro. E os planos de que 50% das fábricas de China e Estados Unidos possamproduzir veículos elétricos até 2030. AGM também anunciou ampliação de investimentos em infraestrutura de recarga de elétricos para US$ 750 milhões até 2025, para todas as modalidades: resi- dencial, comercial e público, nos Estados Unidos e no Canadá.

RkJQdWJsaXNoZXIy NjI0NzM=