Mercedes-Benz expande lojas de seminovos

Imagem ilustrativa da notícia: Mercedes-Benz expande lojas de seminovos

As vendas de caminhões seminovos da SelecTrucks, braço de revenda da Mercedes-Benz, alcançaram 423 unidades no primeiro semestre do ano, 51,07% a mais do que o volume vendido em idêntico semestre do ano passado. O crescimento, que representou mais do que o dobro do volume de 2016, se deu em função das demandas do mercado de reposição, e isso fará com que a empresa aumente a capilaridade de suas lojas pelo País, a começar pelo Nordeste.

Segundo Ari de Carvalho, diretor de vendas da companhia, há planos para lojas próprias no Ceará, Pernambuco e Sergipe até o fim do ano. Com a adição dos novos espaços serão oito as unidades que vendem caminhões seminovos. Hoje há unidades em Betim, MG, Curitiba, PR e em três cidades de São Paulo, Campinas, Limeira e Mauá.

A empresa estuda se os novos pontos de vendas serão lojas próprias ou unidades de negócios instaladas dentro de concessionários, como acontece em Campinas e Limeira. O vice-presidente de vendas, Roberto Leoncini, contou que havia uma preferência, na companhia, em expandir as vendas por meio de estabelecimentos próprios. No entanto, por causa dos trâmites legais, como obtenção de licenças para entrar em operação, há hoje uma tendência inclinada à estratégia de expansão por meio da rede. Há 92 concessionárias Mercedes no Brasil.

O executivo aponta a SelecTrucks como um importante complemento para as vendas de seus veículos, ainda que o volume de negócios fechados por ela seja menor do que outros canais, como o consórcio e o Banco Mercedes-Benz: “O papel da Selectruck neste jogo aumentou porque no ano passado os operadores de caminhões usados estavam sem capital e o nosso serviço, por estar atrelado à companhia, manteve o nível de negócios a preços competitivos. Enxergamos que o negócio de seminovos tem potencial no Brasil para ocupar mais espaço no nosso segmento”.

Desde que foi inaugurada, em agosto de 2013, com a unidade de Mauá, o SelecTrucks é responsável pela compra, estoque, manutenção e venda de seminovos, apoiando os concessionários na negociação com os clientes. O portfólio é divulgado por um site. Ela adequou-se às características do mercado brasileiro usando os mesmos conceitos e padrões do TruckStore, modelo de negócio de caminhões usados utilizado pela Daimler em países da Europa e também nos Estados Unidos e na África do Sul.

 

Crédito da foto: Divulgação