Ford abre PDV e readmite 80 funcionários

Imagem ilustrativa da notícia: Ford abre PDV e readmite 80 funcionários

Os funcionários da Ford no ABC Paulista aceitaram a proposta da empresa para equacionar as demissões de 364 empregados ocorridas no dia 13 de agosto. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em assembleia realizada nesta sexta-feira, 18, ficou acordado que retornarão à fábrica 80 funcionários do total de demitidos.

 

Ao restante será oferecido um PDV, Programa de Demissão Voluntária, que pagará o valor referente a 83% do salário por ano trabalhado, com acréscimo de R$ 30 mil àqueles metalúrgicos com até 10 anos de fábrica. Aos trabalhadores que possuem restrição médica, o valor pago será referente a 140% do salário por ano trabalhado, mais R$ 7,5 mil.

 

Como os trabalhadores tinham estabilidade até janeiro de 2018, garantida pelo acordo coletivo firmado em 2016, àqueles que não aderirem ao PDV a montadora pagará o valor de cinco salários referentes a esse período, de agosto a dezembro de 2017. José Quixabeira de Anchieta, coordenador do Comitê Sindical na Ford, disse que a empresa foi irredutível e informou que haverá mais um corte no volume produzido em setembro: “Foi um processo muito difícil e o resultado não atende a tudo, mas entendemos que foi o possível de construir. Com muito esforço conseguimos o retorno dos 80 trabalhadores”.

 

Em 2015, á época do acordo de estabilidade, a Ford alegava que tinha cerca de 800 empregados a mais em seu quadro de funcionários, contando os que tralhavam na produção e no administrativo. Nos últimos dois anos, ela abriu um programa de demissão voluntária e muitos se aposentaram. Hoje, a Ford tem cerca de 3 mil funcionários, contando com os 364 demitidos. Alexandre Colombo, diretor executivo do sindicato e funcionário da Ford, disse que para este ano a montadora programou uma produção de até 12 mil caminhões e 36 mil carros: “Com um turno de trabalho a empresa pode fabricar até 110 mil veículos. A produção caiu muito este ano, por isso, estamos com essa tática de parar áreas essenciais e assim paralisar todo o processo”.

 

No ano passado, de acordo com a Anfavea, a Ford produziu, em todas as fábricas no País, 219 mil 519 veículos. Em 2015 foram 240,5 mil unidades. Em São Bernardo do Campo, ela fabrica caminhões e o New Fiesta nas versões hatch e sedã.

 

Foto: Divulgação