news
15/12/2014

Sérgio Habib agora também é concessionário Land Rover

Por Marcos Rozen

- 15/12/2014

O Grupo SHC, de Sérgio Habib, adicionou mais uma marca às bandeiras que representa como concessionário no País: a Land Rover se soma à Jac Motors, Citroën, Volkswagen, Jaguar e Aston Martin.

A GB Cars, inaugurada oficialmente na noite da quarta-feira, 12, está instalada na Av. Gastão Vidigal, na zona Oeste de São Paulo, e ocupa endereço onde até então funcionava casa da Jac Motors – transferida para o outro lado da avenida, alguns metros à frente, por sua vez ocupando espaço que já foi por muitos anos casa Fiat e depois Peugeot, ambas do Grupo Baida.

A intenção de Habib era instalar ali a unidade Land Rover, o que evitaria a mudança de endereço da Jac Motors, mas segundo o executivo “o pessoal da JLR é muito exigente e não aceitou a localização, por estar próxima demais de um viaduto”.

Habib recebeu a concessão para a casa – que por enquanto será a única de seu Grupo – como compensação pelo retorno das operações da Jaguar no País, da qual era importador oficial, à fabricante. Mas no meio do caminho a JLR decidiu que toda a rede no Brasil, que até então operava em separado para as duas marcas, comercializará veículos tanto Land Rover quanto Jaguar e assim foi feito com a GB Cars. De acordo com o executivo a única exceção será a outra casa Jaguar que ele já possuía, na Av. Europa, em bairro nobre paulistano, “por existir concessionária exclusivamente Land Rover poucos metros distante e tratar-se de um endereço diferenciado, voltado ao cliente de luxo, assim como acontece em Xangai”.

Esta foi a segunda vez que o Grupo SHC perdeu a representação oficial da Jaguar no País: o mesmo ocorreu nos tempos em que a marca pertencia à Ford, vez que a montadora tinha vantagens fiscais para importar modelos da marca. Mas quando a Jaguar e a Land Rover foram vendidas à indiana Tata a importação dos modelos com o emblema do felino voltou para Habib. Ao todo foram mais de dez anos nesta função, e a decisão de internalizar as operações deve-se à nova estrutura da JLR no Brasil, inclusive com fábrica local, em construção em Itatiaia, RJ.

De qualquer forma, e sempre atento aos números de mercado, Habib celebra os volumes das duas marcas neste ano. Enquanto o índice geral de vendas das importadoras afiliadas à Abeifa caiu 17% até outubro a Jaguar cresceu 23%, de 254 unidades nos dez primeiros meses de 2013 para 313 neste ano. A Land Rover caiu porém menos que a média, 12%, de 8,9 mil para 7,8 mil. Entretanto, considerando-se o mercado de veículos de R$ 100 mil a R$ 300 mil, é a segunda marca mais emplacada da associação, perdendo somente para a BMW.

E mais: levando-se em conta somente o mercado acima de R$ 300 mil, a Land Rover cresceu 36,4% no mesmo comparativo. Foi uma das apenas quatro marcas ligadas à Abeifa a registrar a façanha, ao lado da própria Jaguar, da BMW e da Maserati. No mesmo período, dentro deste restrito segmento, caíram Aston Martin, Audi, Ferrari, Lamborghini, Porsche e Rolls-Royce, enquanto a Bentley se manteve estável.

Outro dado positivo foi transmitido, ao fim da noite, diretamente pelo executivo ao presidente da JLR América Latina, o britânico Terry Hill, presente à inauguração: somente no evento foram vendidos quatro veículos, sendo três Land Rover e um Jaguar. Este se somou a outros dois comercializados anteriormente na nova loja, que já funcionava antes de sua abertura oficial.