AutoData - MAN lidera vendas de caminhões pelo 12º. ano consecutivo
news
09/02/2015

MAN lidera vendas de caminhões pelo 12º. ano consecutivo

Por Michele Loureiro

- 09/02/2015

A queda do mercado de caminhões em 2014, que chegou a 11,3%, para 137 mil unidades comercializadas, não comprometeu a liderança da MAN Latin América no segmento. Mesmo com retração de 11,5% nas vendas a montadora emplacou 36,1 mil caminhões e garantiu a primeira posição no ranking, e pelo 12º ano consecutivo.

A diferença para a Mercedes-Benz, no entanto, foi apertada e fechou em apenas 600 caminhões. Foi uma das disputas mais acirradas dos últimos anos – a diferença chegou a somente 238 unidades no acumulado dos primeiros sete meses de 2014.

A Mercedes-Benz registrou uma retração de 6,8% no ano passado, inferior à da primeira colocada, ao emplacar 35,5 mil caminhões. Com isso a participação de mercado das companhias ficou separada por apenas 0,5 ponto porcentual: 26,4% para a MAN e 25,9% para a M-B.

Com exceção de DAF, Hyundai e International, ainda com pequenos volumes e base de comparação anual baixa, todas as demais montadoras registram queda nas vendas no ano passado, porém não houve alteração na ordem do ranking.

Volvo e a Ford acirraram a disputa pelo terceiro posto, e apenas 133 caminhões asseguraram a vitória da montadora de origem sueca pelo último degrau do pódio. Enquanto a Volvo comercializou 19,7 mil unidades, em queda de 4,8% ante 2013, a Ford vendeu 19,6 mil caminhões – em muito ajudada pelo retorno da Série F ao mercado – e encerrou o ano em baixa de 4%.

Na sequência a Scania aparece como a montadora com a maior desaceleração nas vendas de caminhões, com declínio de 28,2% e 14,1 mil unidades comercializadas ante 19,7 mil um ano antes. A Iveco manteve a sexta posição mesmo em queda de 23,6% e 8,8 mil caminhões licenciados no ano passado.

Na parte de baixo da tabela aparecem as montadoras com menos de 1 mil unidades vendidas em 2014, porém com resultados positivos ou próximos da estabilidade. A International vendeu 954 ante 507 há um ano e assim fechou com crescimento representativo de 88,2%. A Agrale manteve seus índices ao comercializar 444 unidades em 2014 ante 447 em 2013.

Hyundai e DAF aparecem na sequência com as maiores altas do ano, de 132,4% e 786,2%, respectivamente, mas graças apenas a bases muito reduzidas de comparação. A Hyundai vendeu 695 unidades, nona colocação no ranking, enquanto a DAF emplacou 257 e finalizou a lista das dez primeiras montadoras do segmento.

Ônibus – Nos chassis de ônibus a Mercedes-Benz inverteu os papéis e assegurou sua liderança frente à MAN. A montadora comercializou 13 mil unidades, em queda de 4,3% na comparação anual.

A MAN, por sua vez, registrou declínio maior do que o mercado, que foi de 16,3%, ao encerrar o ano com retração de 28,2% em seus números de 2014, para vendas de 6,4 mil unidades.

A Agrale manteve a terceira posição e vendeu 4,4 mil chassis, em queda de 24,2%.

A Volvo foi a única das montadoras de maior volume no ranking do segmento a registrar resultado positivo em 2014: alta de 2,7% ante 2013 ao comercializar 1,7 mil unidades.

A Scania aparece na quinta posição com 1 mil unidades e recuo de 5,6%, seguida pela Iveco, que ficou com a maior retração da lista no ano passado, de 53,6% – comercializou 731 unidades no perído, ante 1,5 mil um ano antes.

A International encerra a lista com 62 chassis comercializados e crescimento de 63,2%, porém com base baixa, de 38 unidades em 2013.