AutoData - Mercado brasileiro tem novo vice-líder
news
09/02/2015

Mercado brasileiro tem novo vice-líder

Por André Barros

- 09/02/2015

O ranking brasileiro de automóveis e comerciais leves tem novo vice-líder: a General Motors superou a Volkswagen e assumiu a segunda posição no fechamento de 2014, atrás da Fiat, novamente a marca mais vendida no mercado nacional – pelo 13º. ano, porém não de forma consecutiva.

Enquanto as vendas da VW no ano encolheram 13,5%, para 576,7 mil unidades, as da Chevrolet ficaram em patamar pouco melhor, ainda que também negativo, em 10,9%, chegando a 578,9 mil veículos: diferença mínima, portanto, de 2,2 mil unidades.

A subida de um degrau no ranking ocorreu no mesmo ano em que a GM consolidou-se como líder de vendas no varejo, com mais de um ponto porcentual de vantagem sobre a Fiat – as posições se invertem quando consideradas apenas as vendas para pessoas físicas, ou diretas. Segundo a companhia, em nota, a liderança no varejo era seu “grande objetivo para 2014”.

De toda forma as quatro marcas mais vendidas no mercado nacional apresentaram desempenho inferior à média do mercado de leves, que fechou 2014 com redução de 6,9%. A Fiat apresentou retração de 8,5%, para 698,2 mil veículos, enquanto a Ford, quarta marca mais vendida, fechou o ano com queda de 8%, ou 308,2 mil veículos.

Com isso a participação das quatro mais tradicionais marcas do mercado nacional ficou pela primeira vez abaixo dos dois terços. Somadas, Fiat, GM, VW e Ford detiveram 64,9% de participação, deixando 35,1% do mercado para as concorrentes – em 2013 o índice fora de 67,5%.

A briga acirradíssima pela quinta colocação terminou em empate técnico: apenas dezoito unidades colocaram a Renault à frente da Hyundai. Enquanto a francesa manteve os volumes de 2013, com leve avanço de 0,3%, a sul-coreana cresceu 11,4%. Ambas fecharam o ano com 7,1% de participação, e pela primeira vez acima da faixa dos 7%.

A Toyota também tem motivos para comemorar 2014: suas vendas no País cresceram 11% e a participação chegou a 5,9%, exatamente um ponto porcentual acima do ano anterior.

A Honda fechou o ano na oitava posição, com queda de 1% nas vendas, enquanto a Nissan encerrou o seu primeiro ano como fabricante nacional – inaugurou a fábrica de Resende, RJ, de onde sai o New March, em abril – na nona posição, com queda de 7% nos licenciamentos.

A grande novidade no ranking foi a Mitsubishi, que desbancou as duas marcas da PSA, Citroën e Peugeot, e assumiu a décima colocação. O bom desempenho no ano, quando cresceu 1,9% ante um mercado em queda de 6,9%, rendeu à marca 1,8% de participação, com 59,2 mil unidades comercializadas durante todo 2014.