Renault confirma busca por substituto de Ghosn

São Paulo – O Grupo Renault divulgou comunicado na quinta-feira, 17, informando que sua diretoria passou a trabalhar ativamente “para encontrar a melhor solução para a futura governança do grupo, visando a preservar os interesses da empresa e fortalecer a Aliança Renault Nissan”.

 

Em outras palavras o Conselho de Administração passou a procurar substituto para o lugar de Carlos Ghosn, preso desde novembro em Tóquio, Japão, acusado de, dentre outras coisas, fraudes tributárias. Esta semana o governo francês, um grande acionista da Renault, passou a pressionar a diretoria para substituir o executivo, que está afastado por prazo indeterminado.