Volkswagen prepara ofensiva de elétricos

Imagem ilustrativa da notícia: Volkswagen prepara ofensiva de elétricos

São Paulo – Nos próximos cinco anos a Volkswagen lançará no Brasil seis modelos híbridos ou elétricos. Embora o presidente Pablo Di Si admita que a velocidade de introdução dessas tecnologias no mercado brasileiro será menor do que em outros países, a empresa – que desenvolve uma plataforma global específica para elétricos – não quer ficar de fora desse nicho.

 

No ano passado os brasileiros adquiriram em torno de 4 mil carros híbridos ou elétricos, segundo a Anfavea. A tendência para 2019 é elevar de forma significativa esse volume, até porque novos modelos chegam no decorrer do ano – só no Salão do Automóvel foram anunciados Chevrolet Bolt, Nissan Leaf, Renault Zoe.

 

A Volkswagen começará com um híbrido, o Golf GTE. Segundo Di Si, ele começará a ser vendido no segundo semestre. “Eu acredito que, antes dos elétricos, haverá uma fase de transição com híbridos”.

 

Di Si despistou quando perguntado sobre os outros modelos híbridos ou elétricos Volkswagen a serem lançados no Brasil. Lembrou que a companhia terá em seu portfólio mais de trinta veículos equipados com a tecnologia – e todos eles são candidatos a chegar ao mercado brasileiro. Importados, naturalmente.

 

Segundo o presidente da Volkswagen América do Sul o desenvolvimento da plataforma MQE, uma variação da MQB para veículos elétricos, é tratada pelo presidente global Herbert Diess como o terceiro grande momento da história da companhia, após o Fusca e a família Golf.

 

Foto: Divulgação.