Barcelona quer tornar elétrica 80% da sua frota

Imagem ilustrativa da notícia: Barcelona quer tornar elétrica 80% da sua frota

A Prefeitura de Barcelona, Catalunha, trabalha para promover a mobilidade elétrica com o objetivo de, em 2024, tornar elétricas 80% a frota da cidade. Isto significa que a cidade deverá dispor de cem ônibus mais 24 mil veículos de transporte -- vans de até nove lugares --, 24 mil motocicletas e oitocentos táxis elétricos, de acordo com a Estratégia de Mobilidade Elétrica 2018-2024 divulgada na segunda-feira, 19, pelo site Flash de Motor, da Venezuela.

 

O projeto estabelece uma fase inicial de dois anos, até 2020, quando pretende que 50% da frota municipal seja elétrica e que a cidade tenha 25 ônibus e duzentos táxis totalmente elétricos, e que a frota de veículos particulares tenha 6 mil vans de transporte e 6 mil motocicletas com essa tecnologia, informou o gerente de mobilidade da cidade, Manuel Valdés.

 

O Conselho da Cidade estima que, atualmente, 35% da sua frota sejam compostos por veículos elétricos e tem quatro ônibus totalmente elétricos numa frota de cerca de 1 mil unidades, todos dentro de programas da União Européia, pois essa tecnologia para ônibus é, no momento, ainda experimental.

 

O IMET, Instituto Metropolitano de Táxis, propõe não aprovar novos táxis não elétricos a partir de 2024, assim como fará com o diesel a partir de 2019, e indicou que os aprovados anteriormente permanecerão em atividade -- mas não permitirá nenhum veículo homologado caso não atenda às exigências.

 

Com relação aos veículos particulares a Prefeitura planeja promover medidas para a conscientização dos cidadãos sobre as vantagens dos elétricos e trabalhará para pedir ao governo central que ofereça subsídios a veículos de energia alternativa e que modifique o imposto sobre o tráfego. 

 

Valdés apontou que a evolução do veículo elétrico não depende apenas das administrações mas, especialmente, da indústria e indicou que os registros de veículos, na cidade, aumentaram nos últimos anos na cidade: 0,9% de 2014 a 2017 cresceram 0,9%. Os registros de elétricos expandiram 65% no período.

 

Foto: Divulgação.