Industriais estão mais confiantes, diz CNI

A CNI, Confederação Nacional da Indústria, divulgou pesquisa na sexta-feira, 23, que mostra que o empresário industrial espera aumento da demanda e das exportações para os próximos seis meses. A disposição em investir também cresceu.

 

É a primeira vez em quase quatro anos que a indústria espera ampliar o número de funcionários nos próximos seis meses. Em fevereiro, o índice de expectativa de número de empregos chegou a 51,2 pontos, superando a marca de 51 pontos, o que não ocorria desde março de 2014, e acima da linha divisória de 50 pontos, que separa o aumento da queda no emprego.

 

Pelo segundo mês consecutivo, todos os índices de expectativa apresentaram crescimento. Além do indicador de emprego, há maior otimismo em relação à demanda, às compras de matérias-primas e à quantidade exportada.

 

Segundo a pesquisa, “a expectativa é acompanhada de maior otimismo do empresário quanto à demanda, tanto interna quanto externa, e às compras de matérias-primas também nos próximos seis meses”.

 

Diante do quadro de expectativas positivas, a indústria também registra aumento na intenção de investimentos no próximo semestre. Em fevereiro, o indicador subiu 0,6 ponto e chegou à marca de 53,6 pontos.

 

Com esta alta, a oitava consecutiva, a expectativa do empresário industrial em fazer novos investimentos é a mais elevada desde maio de 2014, ficando acima da média histórica de 47,8 pontos e 6,7 pontos acima da marca de fevereiro de 2017.