Para Adefa a redução da restituição vai contra objetivos da indústria

São Paulo - Depois que o governo argentino retirou parte do reembolso que concedia às empresas fabricantes de veículos e às empresas produtoras de autopeças pelas exportações para o Mercosul a Adefa, entidade que representa as montadoras na Argentina, divulgou nota com a opinião de alguns executivos das suas associadas. Hernán Vázquez, presidente da Volkswagen Argentina, disse que, considerando o perfil de exportadora da indústria local, a decisão do governo vai contra seus objetivos. Segundo ele, reduzir o valor que era devolvido para as montadoras pode reduzir o volume de exportações das empresas.

 

O assunto foi discutido em reunião com o ministro da produção, Dante Sica, que também contou com a participação de executivos da Ford, Iveco, Scania, Toyota e de integrantes da Adefa.