Ford ameaça deixar o Reino Unido

São Paulo – A Ford pode transferir as linhas de produção que mantém no Reino Unido, informaram fontes ao jornal The New York Times, dos Estados Unidos. A companhia já teria se reunido com a primeira ministra Theresa May para informar que busca outros lugares onde se instalar. A Ford opera duas fábricas de motores na região, e a saída do Reino Unido da União Europeia seria uma das razões que levaria a empresa a deixar de produzir no país.

 

Não é a primeira a se movimentar neste sentido. Na semana passada a Nissan disse que descartou os planos de construir um novo SUV na região, mantendo a produção do veículo no Japão.

 

A Ford é a marca de automóveis mais vendida na Grã-Bretanha, que é seu terceiro maior mercado e o destino de cerca de um em cada três carros fabricados em sua fábrica de Colônia, Alemanha. Emprega cerca de 13 mil funcionários.