General Motors encerra suas operações da Oceania e Tailândia

Foto Jornalista  Redação AutoData

Por Redação AutoData

Compartilhenews
17/02/2020

São Paulo - A General Motors anunciou na segunda-feira, 17, mudanças em suas operações na Ásia e na Oceania. Decretou o fim da centenária marca Holden, que já vinha atuando como importadora desde 2017 na região e, com isto, encerrará gradativamente suas operações na Austrália e na Nova Zelândia. Outra ação da GM é vender fábrica na Tailândia para a chinesa Great Wall, que assinou acordo de compra na segunda-feira.

 

Todo o movimento de reestruturação custará à montadora US$ 1,1 bilhão. A decisão acelera a retirada da GM de mercados considerados não lucrativos e torna a empresa mais ligada às operações nos Estados Unidos, China, América Latina e Coreia do Sul. As demissões na Austrália e na Nova Zelândia somam seiscentas pessoas, enquanto que a venda da fábrica tailandesa pode afetar cerca de 1,5 mil funcionários.