Ferodo quer crescer 30% na reposição

Imagem ilustrativa da notícia: Ferodo quer crescer 30% na reposição
CompartilheFornecedor
28/05/2018

São Paulo - De olho no crescimento do mercado de reposição a Jurid -- detentora da marca Ferodo, especializada em fluídos e pastilhas de freio --, joint-venture criada pela Randon e pela Federal Mogul, ampliou seu portfólio com produtos importados, anunciou seu diretor geral, José Roberto Alves, na segunda-feira, 28: “Esperamos que o mercado de reposição cresça 30% este ano e nossa projeção é de aumentar nossas vendas também em 30%”.

 

Para atingir esse índice de crescimento a empresa lançou os fluídos de freio Dot 3, Dot 4 e Dot 5.1, comercializados na Europa, Japão, Estados Unidos e alguns mercados da América Latina.

 

Alves falou sobre a diferença dos fluídos vendidos no Exterior daqueles lançados no mercado brasileiro: “O que muda de um produto para outro é o ponto de ebulição e, em outros mercados, em que a temperatura chega a ficar negativa, o ponto de congelamento”.

 

O segundo lançamento da Ferodo é voltado ao segmento de motos de alto desempenho, acima de 400 cm3 de cilindrada: são pastilhas de freio que podem ser usadas por qualquer modelo vendido no Brasil. Segundo Alves, a Jurid escolheu o segmento de motos maiores porque os consumidores entendem o custo das peças no mercado de reposição -- ou seja, eles não priorizam a economia na hora de trocar o componente.

 

A Ferodo também fornece para o mercado original e espera que suas vendas nesse segmento cresçam de 20% a 30% no ano, mas o diretor disse que aguarda as respostas do mercado: “O primeiro trimestre foi muito bom, mas em abril o mercado desacelerou e aguardaremos os próximos meses para analisar se será possível atingir essa projeção. O processo eleitoral também nos preocupa”.

 

No mercado original a companhia fornece pastilhas de freio Ferodo para carros premium, pastilhas Stop para os carros de entrada e pastilhas Jurid para quase 95% do mercado, produzidas em Sorocaba, SP.

 

Foto: Divulgação.