Dieselgate leva à prisão presidente da Audi na Alemanha

Imagem ilustrativa da notícia: Dieselgate leva à prisão presidente da Audi na Alemanha

São Paulo - O presidente da Audi, Rupert Stadler, foi preso na segunda-feira, 18, por suposto envolvimento no caso das emissões fradulentas de veículos a diesel do Grupo Volkswagen, o dieselgate. A informação foi confirmada pela empresa. A Justiça determinou que o executivo permaneça sob custódia perante o risco de obstruir ou ocultar evidências da investigação.

 

Stadler é acusado de fraude e falsificação de documentos relativos à venda de veículos cujos equipamentos de controle de emissão de poluentes burlavam as medições legais. Vinte pessoas são investigadas nesse caso.

 

Na semana passada o ministério público alemão ordenou buscas em residências do executivo e de um integrante do conselho, não identificado, para reunir documentação sobre a manipulação que a Audi poderia ter realizado em seus veículos movidos a diesel.

 

Este ano a KBA, Agência Federal dos Automóveis, da Alemanha, ordenou a realização de recall de quase 60 mil dos modelos A6 e A7 após a descoberta de dispositivo que falsificava os níveis de emissões.

 

Foto: Divulgação.