Aposta na qualidade faz Lear crescer na região

Imagem ilustrativa da notícia: Aposta na qualidade faz Lear crescer na região
CompartilheFornecedor
12/07/2019

São Paulo – Durante a premiação anual de fornecedores promovida pela FCA, Fiat Chrysler Automobiles, em junho, no Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, MG, os representantes da Lear foram chamados ao palco por três vezes. A empresa, que fornece componentes como bancos e chicotes elétricos, foi eleita a melhor nas categorias Interiores, Otimização de Valor e Foco Regional – Argentina.

 

A comemoração foi intensa, porém curta. Segundo o vice-presidente de operações, Marcelo Moraes, no dia seguinte a equipe estava novamente focada na melhoria da qualidade e dos processos produtivos, quase que um mantra dentro da operação sul-americana da Lear nos últimos anos.

 

“Elevamos muito a conversa interna sobre qualidade”, afirmou o executivo em entrevista à Agência AutoData na sede da empresa, em São Paulo, SP. “Por isso é muito bacana ter reconhecimentos como esse da FCA, até porque os prêmios foram para cada uma das áreas: Assentos, Chicotes e Argentina”.

 

Com onze fábricas na região – sete no Brasil, em Betim, MG, Goiana, PE, Joinville e Navegantes, SC, Caçapava, Camanducaia e São Bernardo do Campo, SP, e quatro na Argentina, Escobar, Ferreyra, Pacheco e  San Francisco – a Lear é líder em fornecimento de assentos, com a produção desde o trilho e espuma até o banco em couro com eletrônica embarcada, e investe para crescer, também, na área de sistemas elétricos e eletrônicos, para onde direciona os principais investimentos locais.

 

De acordo com Moraes no último ano a empresa contratou mais de 1 mil pessoas na região, mesmo diante do cenário adverso das economias e do próprio setor automotivo no passado recente. Há dois anos inaugurou a fábrica de San Francisco, em Córdoba, na Argentina, e em maio abriu nova unidade produtiva em Camanducaia. Ao mesmo tempo, expande a de Navegantes.

 

Imagem ilustrativa da notícia: Aposta na qualidade faz Lear crescer na região

 

“O foco na qualidade e o reconhecimento dos nossos clientes permite que avancemos e conquistemos novos projetos. Ganhamos a concorrência para fornecer ao novo projeto da General Motors, o GEM [Global Emerging Markets] e devemos contratar mais gente para atender à demanda destes veículos de alto volume”.

 

A expectativa é a de gerar ao menos 1 mil novos empregos nas fábricas de Betim, Caçapava, Navegantes e São Bernardo do Campo. A Lear entrou no projeto com as suas duas unidades de negócios – sistemas elétricos e assentos. Por conta destes modelos, começará a exportar:

 

“Um destes modelos será produzido no México e vamos mandar volumes importantes daqui para lá. Mas nossa estratégia, aqui e em todas as operações da Lear do mundo, é atender aos mercados com produção local”.

 

Além de, é claro, perseguir na busca por qualidade e melhoria contínua. O mantra da operação local já é reconhecido pela matriz: neste ano uma equipe de Caçapava recebeu o prêmio Kaizen dos Kaizens em evento interno nos Estados Unidos. Os trabalhadores desenvolveram, eles próprios, um sistema que aprimora a qualidade na linha de montagem final que já serviu de inspiração para outras fábricas da Lear no mundo, que, agora, trabalham para implementar a inovação.

 

Fotos: Divulgação.