Jac traz cinco modelos elétricos da China

Imagem ilustrativa da notícia: Jac traz cinco modelos elétricos da China
CompartilheLançamento
16/09/2019

São Paulo – Em uma tacada só a Jac Motors anunciou cinco modelos elétricos, importados da China, para o mercado brasileiro. Será um compacto com base na nova geração do J2, o iEV20, dois SUVS, o iEV 40 e iEV 60, a picape iEV 330P e um caminhão leve, o iEV 1200T. A ofensiva começa pelo SUV iEV 40, nas lojas ainda este mês, e segue até julho de 2020.

 

Segundo Sergio Habib, presidente do Grupo SHC, que representa a Jac no País, a pré-venda do SUV começou há alguns meses. “Já temos 58 vendas fechadas e as primeiras unidades serão entregues ainda em setembro, do primeiro lote de trinta unidades importado. Até dezembro chegará um lote por mês, com esse mesmo volume, que abastecerá a nossa rede e atenderá aos negócios que já estiverem assinados”.

 

Os outros quatro modelos chegarão ao mercado de novembro a junho de 2020, mas Habib ainda não definiu o tamanho do lote importado de cada um: "Esse mercado, aqui, ainda é pequeno. Estamos estudando qual o tamanho da importação que faremos para cada lançamento".

 

A Jac terá uma loja exclusiva para a venda de modelos elétricos na avenida Europa, em São Paulo, e outras 21 lojas também venderão a linha. “As equipes de vendas de todas as concessionárias passaram por um treinamento, assim como os técnicos do pós-venda, que viajaram para a China para aprender a fazer a manutenção dos elétricos”.

 

A empresa também manterá equipe exclusiva para operar a área de vendas corporativas e pretende investir, bastante, em marketing para divulgação dos novos modelos, com a expectativa de grande crescimento para o segmento nos próximos anos.

 

Imagem ilustrativa da notícia: Jac traz cinco modelos elétricos da China

 

O custo de manutenção será explorado pela Jac, que alega ser sete vezes inferior ao de um modelo com motor a combustão do mesmo segmento. Segundo Habib, diversos itens que precisam ser trocados até os 60 mil quilômetros em um modelo a combustão não precisam ser substituídos nos elétricos, como filtros de ar, combustível, óleo de motor, cabos e velas, dentre outros.

 

Os consumidores que comprarem um JAC elétrico terão duas opções para recarregar a bateria: um carregador portátil que a empresa venderá como opcional, por R$ 3,9 mil, e que pode ser conectado a qualquer tomada de 220 v -- mas o carregamento é lento e demora até 14 horas para alcançar 80% da carga total. A outra opção é o Wall Box, que permite carregar 80% da bateria em menos de 4 horas e que será ofertado em parceria com a EDP, por R$ 8,5 mil, considerando o custo de instalação na residência do cliente.

 

Conheça a linha de veículos elétricos da Jac

 

iEV20, R$ 119,9 mil - Trata-se de versão elétrica da nova geração do hatch J2. Segundo Habib, será o elétrico mais barato do País: chega em janeiro com câmbio automático e autonomia de até 400 quilômetros com apenas uma carga, segundo a Jac.

 

iEV40, R$ 153, 9 mil - As vendas oficias começaram este mês e, segundo a JAC, 58 unidades já foram comercializadas nesse período. O SUV é uma versão elétrica do T40, já vendido aqui. Chega ao mercado com o mesmo nível de equipamento, motor elétrico com autonomia para até 300 quilômetros com uma única carga e câmbio automático.

 

iEV60, R$ 198,9 mil - Também um SUV, maior do que o iEV40, começará a ser vendido em junho, com autonomia de 380 quilômetros com uma única carga. O modelo também será vendido no Brasil com motor a gasolina: essa versão chegará antes, com previsão para o mês que vem.

 

iEV330P, R$ 229,9 mil - A picape é a primeira elétrica com produção em série no mundo e chegará ao Brasil com motor com autonomia de até 320 quilômetros com uma única carga, tração 4x2 e câmbio automático.

 

iEV1200T, R$ 259,9 mil - O caminhão é destinado ao segmento leve, com capacidade de carga de até 6 toneladas, motor elétrico com autonomia de até 200 quilômetros com uma carga e será explorado em entregas urbanas.

 

Fotos: Divulgação.