Seminovos rendem R$ 2,5 bilhões às locadoras

Imagem ilustrativa da notícia: Seminovos rendem R$ 2,5 bilhões às locadoras

Localiza, Movida e Unidas, principais nomes do segmento de locação de veículos no País, movimentaram R$ 2 bilhões 559 milhões 2 mil com vendas de automóveis seminovos no primeiro semestre, uma vertente de seus negócios que há muito supera as receitas com alugueis. Os balanços das companhias, referentes aos primeiros seis meses do ano, apontaram crescimento positivo nos desempenhos de cada uma no período.

 

A Localiza terminou o semestre com frota de 151 mil 750 carros em operação no País. Afora o tamanho do seu ativo a empresa despontou como líder do mercado em termos de ganhos com as vendas de veículos com mais de três anos de uso, que renderam R$ 1 bilhão 526 milhões 3 mil aos seus cofres da companhia – valor que é 16,6% maior do que o obtido no primeiro semestre do ano passado.

 

Os alugueis renderam valor inferior no mesmo período: R$ 1 bilhão 159 milhões 1 mil.

A empresa, que expandiu sua estrutura no mercado brasileiro a partir da compra da concorrente Hertz, no fim do ano passado, fechou o semestre com lucro líquido de R$ 249,5 milhões, o maior verificado no segmento de venda de seminovos e locação. O desempenho chamou a atenção até de uma empresa de gestão de ativos dos Estados Unidos, a BlackRock, que adquiriu 5,16% das ações ordinárias da Localiza na quinta-feira, 10.

 

A receita da Movida com a venda de seminovos chegou a R$ 719 milhões no primeiro semestre, crescimento de 45,3% na comparação com o primeiro semestre do ano passado – e os ganhos com locação atingiram R$ 486,5 milhões.

 

Já as vendas de seminovos da concorrente Unidas totalizaram R$ 413,8 milhões, crescimento idêntico ao da Movida no período, 45,3%, e a locação rendeu R$ 357 milhões. Para aumentar sua participação no segmento de seminovos a Unidas lançou, no mês passado, modelo de venda baseado nos feirões, com a abertura de espaço de vendas de carros usados em São Paulo e que poderá ser replicado pelo Estado por meio de franquias.

 

O desempenho das locadoras refletiu nas vendas diretas das montadoras no semestre e ajudou o setor a demonstrar recuperação nas vendas internas. Dados divulgados pela Fenabrave mostram que as vendas diretas de automóveis de passeio e utilitários leves crescem, este ano, mais de 27%, ao passo que, no varejo, maior canal de vendas das montadoras, o consumo recua 8,5% sob a influência negativa do avanço do desemprego.

 

Do total de veículos emplacados no período 23% foram vendidos de maneira direta. Ou seja: 194 mil 99 unidades foram vendidas diretamente às empresas.

 

Crédito da foto: Divulgação