Toyota expande oferta de Hilux e SW4

Imagem ilustrativa da notícia: Toyota expande oferta de Hilux e SW4

De olho no crescimento dos mercados de picapes e SUVs esperado para o ano que vem a Toyota tratou de ampliar a oferta dos modelos Hilux e SW4 no País. Com a linha 2018, lançada na quarta-feira, 18, a empresa ampliou de oito para onze as versões da picape Hilux, sendo quatro com motorização flex e sete movidas a diesel. No caso do SUV médio SW4 agora são sete versões, quatro a gasolina e/ou álcool, e três a diesel.

 

De acordo com a companhia os modelos entrantes, que são produzidos na Argentina, já estão disponíveis na rede de concessionárias e há a expectativa de que sejam vendidas duzentas unidades por mês, meta possível de ser atingida levando em consideração o desempenho da Hilux, por exemplo, nos emplacamentos de vendas no varejo. Dados da Fenabrave apontam que, de janeiro a setembro, o modelo foi o mais vendido na categoria comerciais leves, 19 mil 593 unidades. Fiat Toro, 12 mil 195 unidades, e Chevrolet S10, 7 mil 628 unidades, fecham o grupo dos três modelos mais vendidos no período.

 

Com o novo SW4 a Toyota terá um caminho mais longo rumo ao topo do mercado. Em volume de vendas até setembro foram emplacadas 9 mil 208 unidades, volume distante das 34 mil 926 unidades do Honda HR-V e das 34 mil 526 unidades do Jeep Compass, concorrentes diretos que possuem as mesmas características de porte e tamanho e que foram líderes do mercado nos primeiros nove meses do ano segundo dados da Fenabrave.

 

Conta a favor da empresa o crescimento das vendas do segmento no País. Até setembro os SUVs foram os mais vendidos e detinham 21,55% do mercado de veículos. Os hatches pequenos têm a maior fatia, 26,78%, e os de entrada, em terceiro, ficaram com 20,98% do mercado.

 

José Ricardo Gomes, gerente de vendas da Toyota, disse que os novos modelos da linha 2018 trazem fatores complementares à oferta desses dois veículos que já estão há tempos no mercado, como motorização flex e opção de câmbio manual. No entanto a empresa apostou no preço como elemento de atração de novos clientes e manutenção dos que já possuem veículos Toyota – ação da empresa que pode ser vista, também, em sua linha de automóveis com o chamado ciclo Toyota:

 

“No caso da Hilux Flex com câmbio manual percebemos que é um veículo que atenderá a uma camada de clientes que é sensível ao preço. A SW4 tem também um modelo disponível com câmbio manual. Fizemos isso para atender um espectro mais amplo de consumidores, não importa a categoria dos veículos”.

 

O modelo Hilux manual, o SR 4x2 Flex cabine dupla, custa R$ 108 mil 990, versão que tem o preço menor frente às demais, a versão manual a diesel, a STD 4x4, sai por R$ 135 mil 780, a versão Challenge, outra novidade, custa R$ 161 mil 990.

 

No caso do SUV SW4 a versão mais barata da linha 2018, a SRV 4x2 flex automática com sete assentos, sai por R$ 178 mil 990, e a outra versão, a SR 4x4 automática a diesel, custa R$ 228 mil 320.

 

Fonte: Divulgação