Brasileiros esperam veículos autônomos em cinco anos, aponta pesquisa

Imagem ilustrativa da notícia: Brasileiros esperam veículos autônomos em cinco anos, aponta pesquisa

Os brasileiros estão ávidos pela chegada dos veículos autônomos ao País, ainda que a tecnologia esteja em teste nos mercados desenvolvidos. De acordo com pesquisa realizada pela Qualcomm em parceria com a consultoria IDC, divulgada na quarta-feira, 13, a expectativa de 53% dos entrevistados para o estudo é de que os modelos desembarquem aqui em até cinco anos.

 

A pesquisa, chamada Índice de Inovação da Sociedade QuISI 2017, apontou também que há consciência por parte dos entrevistados de que a chegada dos veículos autônomos está diretamente atrelada à velocidade com a qual amadurecerá a infraestrutura local de telecomunicações. Sendo que 52,5% dos entrevistados mencionaram o desenvolvimento das redes 4G e 5G como ponto crucial para chegada dos autônomos.

 

Rafael Steinhauser, presidente da Qualcomm para a América Latina, defendeu que no Brasil é preciso avançar para tecnologias que aumentem a velocidade da internet de forma a facilitar a adoção de novos serviços. O executivo cita o desligamento da rede 2G como forma de incluir as pessoas a uma nova realidade digital: "No Brasil ainda temos 45 milhões de assinaturas de 2G, isso é muito ruim. Lembremos que 2G é uma tecnologia de 1990 que funciona para falar, mas não nos dá acesso a Internet. Estamos excluindo todas essas pessoas que tem 2G de um direito".

 

Quando perguntados sobre quais fatores motivariam a compra de um veículo autônomo, os entrevistados apontaram a segurança como o principal deles. Diminuição de acidentes foi o temor mais lembrado – 65,6% do total de entrevistados disseram que a redução de acidentes é o benefício mais evidente na aquisição de um carro autônomo. Aumento de produtividade e a possibilidade de não dirigir foram os dois termos menos lembrados.

 

Conectados – A pesquisa abordou também as expectativas dos entrevistados a respeito dos carros conectados. Sobre o tema, 68,6% afirmaram que as tecnologias de segurança para veículos são o benefício mais esperado na aquisição de um smart car. O controle de navegação é o único benefício mais esperado que segurança pelos entrevistados, mencionado por 69,8% das pessoas.

 

Dentre outros fatores atraentes apontados para determinar a compra de um carro conectado foram citados também manutenção preventiva, 58,3%, monitoramento da saúde do motor, 60,4%, e assistência para estacionar, 51,1%.

 

Foto: Divulgação.