México 2017: crescem produção e exportação, caem as vendas.

Imagem ilustrativa da notícia: México 2017: crescem produção e exportação, caem as vendas.

O mercado mexicano encerrou 2017 com crescimento de 8,9% na produção: saíram das linhas de montagem 3 milhões 773 mil 569 unidades -- recorde do país, ante as 3 milhões 465 mil 615 veículos de 2016, segundo os dados divulgados pela AMIA, Associação Mexicana da Indústria Automotiva.

 

As exportações também seguiram pelo mesmo caminho da produção, crescendo 12,1% e quebrando recorde no volume, com 3 milhões 102 mil 604 veículos, ante 2 milhões 768 mil 268 unidades em 2016.

 

Os Estados Unidos foram o principal destino dos veículos mexicanos ao longo do ano, com 2 milhões 335 mil 245 unidades, o Canadá ficou na segundo posição, com 267 mil 219 unidades, e a Alemanha na terceira, com 96 mil 753. O Brasil foi o quinto maior importador do México com 49 mil 43 veículos.

 

Se produção e exportação quebraram recordes a venda de veículos não acompanhou o ritmo e registrou queda de 4,6% no ano, com 1 milhão 530 mil 317 veículos emplacados contra 1 milhão 603 mil 672 unidades em 2016. Do volume vendido 41% foram produzidos no México e 59% eram de origem estrangeira.

 

Expectativa para 2018

 

Eduardo Solis, presidente da AMIA, acredita que seja possível produzir 4 milhões de unidades este ano e exportar mais de 3,2 milhões, devido às boas perspectivas de alguns mercados que importam do México, como os Estados Unidos, que são o seu principal parceiro comercial.

 

Foto: Divulgação.