Daimler: vendas crescem 9% com destaque para o Brasil.

Imagem ilustrativa da notícia: Daimler: vendas crescem 9% com destaque para o Brasil.

O Grupo Daimler, que controla a Mercedes-Benz, registrou faturamento de € 164,3 bilhões no ano passado, 7% mais que em 2016, informou a empresa em balanço divulgado na quinta-feira, 1º. Foram vendidos no período 3,3 milhões de veículos, volume que representa crescimento de 9% ante as vendas feitas no ano anterior. O documento aponta também que a operação global da empresa foi lucrativa ano passado: o lucro líquido aumentou 24% para € 10,9 bilhões.

 

Para Bodo Uebber, membro do conselho de administração, os resultados foram um recorde para companhia: “Continuamos nossa tendência de crescimento rentável e, mais uma vez, obtivemos resultados recorde de vendas unitárias, receitas e lucro". O presidente do conselho, Dieter Zetsche, disse que as ambições da companhia, com base nos resultados apresentados, seguem inalteradas para 2018: “A Daimler pertence ao topo do mercado”.

 

Caminhões - A divisão de caminhões do grupo aumentou suas vendas unitárias de veículos de 415,1 mil, em 2016, para 470,7 mil em 2017. A receita ano passado foi de € 35,7 bilhões, também maior que a receita de 2016: € 33,2 bilhões. O crescimento do lucro se deu, segundo a empresa, pelo resultado das vendas na região do Nafta, que engloba Canadá, Estados Unidos e México.

 

Ônibus - Já a divisão de ônibus, vendeu 28,7 mil unidades em todo o mundo, ano passado, valor que supera o registrado em 2016: 26,2 mil. O aumento significativo ocorreu principalmente pela recuperação gradual da economia no Brasil, apontou a Daimler. A receita cresceu 4% para € 4,4 bilhões. A empresa disse que as melhorias de eficiência e maiores vendas de unidades na América Latina quase compensaram o aumento de custos relacionados à inflação na região e os efeitos negativos da taxa de câmbio.

 

Automóveis - A divisão de automóveis, formada pelas marcas Mercedes-Benz, Mercedes-AMG, Mercedes-Maybach e a nova marca EQ para mobilidade elétrica, aumentou em 8% suas vendas ano passado, atingindo nível recorde de 2 milhões 373 mil 500 veículos. A receita da área aumentou 6% para € 94,7 bilhões.

 

2018 – Para este ano, a companhia projeta que suas vendas serão significativamente maiores do que no ano passado, principalmente devido à recuperação perceptível dos principais mercados. Na região do Nafta, a divisão antecipa as vendas unitárias significativamente superiores ao nível do ano anterior como resultado da recuperação do mercado.

 

Na Europa, as vendas deverão se manter no mesmo nível de 2017. No Brasil, presume-se que as vendas unitárias em 2018 superarão significativamente o baixo nível de 2017. Além disso, com a expansão da gama de veículos Fuso produzida na Índia, há a oportunidade de gerar vendas adicionais na Ásia, África e América Latina.

 

Foto: Divulgação.