Argentina: produção, exportação e vendas crescem em fevereiro

Imagem ilustrativa da notícia: Argentina: produção, exportação e vendas crescem em fevereiro

Depois de começar o ano em queda, a produção de veículos na Argentina, principal parceiro comercial do Brasil, foi de 39 mil 85 unidades, alta de 62,6% na comparação com o mesmo período do ano passado. Com relação a janeiro, a alta é ainda maior, 78,8%. E no bimestre 60 mil 943 unidades saíram das linhas de produção, contra 50 mil 798 em igual período do ano passado, alta de 20%, de acordo com os dados da Adefa, entidade que representa as montadoras.

 

O presidente da Adefa, Luis Fernando Peláez Gamboa, acredita que esse ano a indústria ultrapassará a marca de 570 mil unidades produzidas, mas ainda estará distante da meta de produzir 1 milhão de unidades.

 

O crescimento da produção foi impulsionado pelas exportações de 19 mil 237 unidades em fevereiro, alta de 84,8% com relação a janeiro e de 48,8% na comparação com mês igual do ano anterior. No acumulado do anos as  vendas para outros países chegaram a 29 mil 646 veículos, expansão de 30,7% ante igual período de 2017.

 

O aumento das exportações foi puxado pela maior demanda do mercado brasileiro, que voltou a crescer no segundo semestre do ano passado e importou 20 mil 522 unidades, 69,2% do volume total. O segundo maior importador dos veículos argentinos foi a América Central, com 2 mil 588 unidades e 8,7% de participação, com o Peru na terceira colocação, 1 mil 829 unidades e 6,2% de participação. Os demais países importaram volumes abaixo de mil unidades.

 

As vendas em fevereiro foram de 73 mil 733 unidades, expansão de 13% na comparação com o mesmo período do ano passado, o que demonstra que a Argentina segue na trajetória de recuperação do mercado. Com relação a janeiro o aumento foi de 14,4% e no bimestre os emplacamentos foram de 138 mil 185, contra 118 mil 115 no mesmo período do ano passado, crescimento de 17%.

 

Foto: Divulgação.