Licitações movimentam mercado de ônibus em 2018

Imagem ilustrativa da notícia: Licitações movimentam mercado de ônibus em 2018

A licitação do sistema de transporte de São Paulo, Capital -- em curso desde o começo de maio -- e a demanda do programa Caminho da Escola devem impulsionar as vendas de ônibus urbanos no País este ano e as fabricantes se movimentam para atender aos pedidos.

 

No caso do programa da SPTrans o volume de veículos chega a 13,5 mil unidades ao longo de vinte anos, tempo de exploração do sistema concedido pela Prefeitura. As atuais operadoras da cidade são naturais concorrentes e, por isso, as empresas com as quais mantêm parceria comerciais estão atentas às oportunidades.

 

Para a Volvo, fornecedora histórica de chassi de ônibus às operadoras de São Paulo, uma das premissas da licitação atual -- que é a de reduzir a quantidade de ônibus nos corredores, porém aumentando a capacidade de passageiros transportados pelos veículos -- está alinhada com suas projeções. Por meio de comunicado a empresa informou que “sempre defendeu e apoiou a ideia de sistemas de ônibus de alta capacidade”, ressaltando que “defende o modelo como o ideal para melhorar a mobilidade da cidade”.

 

A Volvo, como já possui chassis do modelo em circulação no País, inclusive na Capital paulista, mantém produção nas linhas e isso é considerado um diferencial competitivo.

 

A Mercedes-Benz é outra empresa que vive condição semelhante. Na cidade, segundo a companhia, são aproximadamente 1 mil 150 ônibus superarticulados de 23 metros circulando. No Rio de Janeiro, RJ, coisa de cem ônibus em operação nas linhas do BRT -- Transcarioca, Transoeste e TransOlímpica.

 

Segundo Walter Barbosa, seu diretor de vendas de ônibus, a cidade de São Paulo representa de 20% a 25% de todo mercado de urbanos nacional. A quantidade de veículos esperada a partir da licitação na Capital paulista representa o principal negócio para o setor em 2018:

 

“Sem dúvida a quantidade de ônibus requisitado no edital representa negócio importante em termos de volume para o setor. São mais de 14 mil ônibus em operação. Normalmente de 5% a 10% da frota é renovada todos os anos e obviamente quando olhamos para todo o segmento urbano há uma série de oportunidades”.

 

No caso do Caminho da Escola, programa federal de ampliação e renovação da frota de veículos escolares das redes municipais de ensino, as fabricantes iniciaram as primeiras entregas.

 

No começo de maio a MAN anunciou que venceu licitação para entregar de 3,4 mil ônibus escolares ao programa. Os modelos disponíveis para a compra das prefeituras são os Volksbus 8.160 ODR, 15.190 ODR e uma versão compatível com a acessibilidade construída sobre o 8.160OD.

 

A Mercedes-Benz também saiu vencedora e tem o direito de vender uma cota de 1,6 mil unidades de ônibus. O modelo com o qual participará do programa é o LO 916. A empresa informou que ainda não realizou entregas.

 

Foto: Divulgação.