Vendas de caminhões Volvo crescem 82%

Imagem ilustrativa da notícia: Vendas de caminhões Volvo crescem 82%

São Paulo - As vendas de veículos foram afetadas, em maio, pela greve dos caminhoneiros mas, mesmo assim, algumas empresas fabricantes de caminhões conseguiram aumentar seus negócios -- caso da Volvo, quarta mais vendida do mês  eque emplacou 808 unidades ante 443 no mesmo período do ano passado, expansão de 82,4%.

 

A segunda empresa que mais cresceu em maio foi a DAF, alta de 76,9%, com 138 emplacamentos contra 78 na mesma base de comparação, ficando na sétima colocação do ranking. A terceira empresa que mais aumentou suas vendas foi a Scania, que comercializou 672 caminhões no mês ante 435 em igual período do ano passado, alta de 54,5%, conquistando a quinta posição.

 

A MAN, segunda colocada no ranking de vendas, comercializou 1 mil 471 caminhões no mês, contra 1 mil 98 em maio do ano passado, alta de 34%, sendo a quarta empresa que mais aumentou vendas no mês.

 

A Mercedes-Benz, líder de vendas de caminhões, registrou crescimento de 32,4%, com 1 mil 523 emplacamentos ante 1 mil 150 no mesmo mês do ano passado. Iveco e Ford encerram a lista das empresas que cresceram em maio com alta de 14,8% e 10,7%, respectivamente.

 

Mas nem todas as empresas conseguiram crescer no mês, caso da Agrale, nona colocada, que vendeu seis caminhões em maio, contra dezesseis no mesmo período do ano passado, queda de 62,5%, e da International, que não vendeu nenhum caminhão no mês, contra seis na mesma base de comparação.

 

Ônibus - No segmento de ônibus quatro empresas cresceram em maio. A Volvo, quinta colocada no ranking de vendas, foi a que mais expandiu suas vendas, alta de 84,6%, com 24 ônibus comercializados contra treze em igual período do ano passado. A segunda empresa que mais cresceu foi a MAN, 216 vendas ante 148 em maio do ano passado, alta de 45,9%, ficando na segunda posição do ranking.

 

A Agrale, terceira colocada, comercializou 122 veículos, ante 107 em igual período do ano passado, registrando crescimento de 14%. A Mercedes-Benz, líder de vendas, encerra a lista das empresas que cresceram no mês, com 524 ônibus vendidos e alta de 4,2%.

 

Já a Iveco, sexta colocada no ranking, foi a empresa que mais perdeu vendas no mês, com nove emplacamentos contra 196 em igual período do ano passado, retração de 95,4%. A Scania, quarta colocada, também registrou queda de 14,1% nas vendas, com 73 unidades vendidas.

 

Foto: Divulgação