Nova gama tem mais cabines e tipos de motores

Imagem ilustrativa da notícia: Nova gama tem mais cabines e tipos de motores
CompartilheLançamento
03/08/2018

São Paulo – A nova geração de veículos da Scania lançada no Brasil na quinta-feira, 2, teve o número de versões ampliado e uma série de modificações mecânicas e no design que, segundo a empresa, tornam seus veículos mais eficientes do ponto de vista do consumo de combustível.

 

A economia total de diesel prometida pela geração NGR poderá chegar a até 12%, combinando aerodinâmica e tecnologia de motorização. O design das novas cabines ficou sob responsabilidade da Porsche. A aerodinâmica do conjunto foi testada no maior túnel de vento da Europa, instalado na Suécia. Segundo a empresa, o ganho de economia de combustível proporcionado pelas linhas da nova cabine chega a 2%. 

 

Nos motores, novas potências e tipos de combustível: o Brasil fará a estreia mundial do novo motor de 540 cavalos. A nova gama de potência agora é composta por 220, 280, 320, 410 e 500 cavalos. Há cinco opções de combustível: dois movidos a GNV/Biometano e três a bioetanol. Outra novidade é a chegada do motor de 7 litros para o segmento semipesado.

 

Da linha atual P, G e R, a oferta passou de sete opções para 19 tipos de combinações variantes das novas cabines com o acréscimo das versões R, S, P e XT. A cabine S, considerada topo de linha, tem piso plano como principal novidade, aumetando o espaço interno do veículo.

 

Na parte estrutural, modificações no centro de gravidade, mais baixo, para melhorar a estabilidade do veículo e o processo de frenagem em curvas. O próprio sistema de freios, inclusive, é mais moderno. A nova geração teve o eixo dianteiro deslocado 50mm para frente para melhorar a frenagem.

 

Outra novidade é o sistema lay shaft brake, um sistema de freio de eixos como padrão nas caixas de câmbio, explicou Celso Mendonça, gerente de pré-vendas da Scania: “Trata-se de uma solução simples. Com o freio do eixo, a caixa de câmbio faz a troca em 0,4 segundos, o que significa que o tempo de mudança de marcha foi reduzido pela metade”.

 

As novas cabines trazem de série airbags laterais anticapotamento, que são integradas no teto em formato de cortina.

 

Foto: Divulgação.