Fenabrave tem expectativa mais otimista para o ano

Imagem ilustrativa da notícia: Fenabrave tem expectativa mais otimista para o ano

São Paulo – A Fenabrave revisou, pela terceira vez no ano, suas projeções para o fechamento do mercado brasileiro de veículos em 2018. Os novos números, divulgados na terça-feira, 2, são mais otimistas do que os anunciados em julho, quando, ainda preocupados com a possível influência da greve dos caminhoneiros nas vendas, os economistas da entidade apostaram em crescimento de 9,9% nos licenciamentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e chassis de ônibus, ligeiramente inferior às anteriores.

 

De acordo com o presidente Alarico Assumpção Júnior os emplacamentos somarão 2 milhões 521 mil 353, 12,6% acima do resultado de 2017. Esta projeção ficou mais próxima da primeira do ano, anunciada em janeiro, de alta de 11,7% nas vendas – três meses depois, em abril, foi divulgada nova estimativa, de 14,4%, de crescimento, a mais otimista do ano:

 

“Com base no desempenho do mercado nos três primeiros trimestres, e considerando a volatilidade gerada com as eleições, equalizamos nossas projeções. Poderíamos até ter um ano melhor, não fossem a greve dos caminhoneiros, a Copa do Mundo, que reduziu o fluxo nas lojas nos dias de jogos, e o próprio período eleitoral, que deixa o consumidor em dúvidas e posterga a decisão de compra”.

 

As estimativas foram reajustadas para cima em todos os segmentos do mercado. Comparado com a projeção anterior, de julho, foram acrescentados 40 mil automóveis, 8 mil comerciais leves, 7 mil caminhões e 4 mil chassis de ônibus – volume que transformou a expectativa de queda de 4,1% neste segmento para um crescimento de 34,8%.

 

De acordo com Sérgio Zonta, vice-presidente da Fenabrave, as encomendas do programa federal Caminho da Escola e a demanda por ônibus rodoviários, por causa das adaptações necessárias para atender a passageiros com mobilidade comprometida, estão aquecendo as vendas de chassis. Em caminhões as taxas de juros mais atrativas atraem o transportador a renovar a sua frota.

 

A respeito de 2019 os dirigentes da Fenabrave preferiram esperar o decorrer do período eleitoral para, com visão mais clara do cenário futuro, projetar o desempenho do mercado. De todo modo, segundo o presidente Assumpção Júnior, a perspectiva é positiva, independentemente do presidente eleito: “Continuaremos a crescer”.

 

Foto: Divulgação.