Arrizo 5 é mais um sedã no mercado

Imagem ilustrativa da notícia: Arrizo 5 é mais um sedã no mercado
CompartilheLançamento
22/10/2018

Jacareí, SP – Embora muito se fale dos SUVs, faixa de mercado em franco crescimento no mercado brasileiro, o segmento que recebeu mais novidades em 2018 foi o de sedãs. Fiat Cronos, Toyota Yaris e Volkswagen Virtus foram alguns lançamentos que ajudaram a alavancar as vendas destes modelos, 11% maiores até setembro na comparação com o mesmo período do ano passado, representando cerca de 26% do total licenciado no País. Após o Salão do Automóvel um novo concorrente estará nas concessionárias para repartir – ou, quem sabe, engordar – essa fatia: o Arrizo 5, da Caoa Chery.

 

Produzido em Jacareí, SP, o modelo custará, segundo a companhia, de R$ 69 mil a R$ 79 mil – o preço oficial será divulgado no Salão. Tem opção única de transmissão CVT, embora o presidente da Caoa Chery, Márcio Alfonso, admita que versões com câmbio manual podem ser incluídas futuramente no portfólio. Ou não, à medida que a demanda por sedãs automáticos é majoritária.

 

O Arrizo 5 oferece generosa lista de equipamentos no catálogo RX, de entrada: função de partida sem chave, computador de bordo, ar-condicionado eletrônico, sistema multimídia com tela de 7 polegadas compatível com Android Auto e Apple Carplay, câmara traseira e sensor de estacionamento, auxiliar de partida em rampa e roda de liga leve de 16 polegadas. No RXT tem tudo isso acrescido de roda de liga leve de 17 polegadas, teto solar, airbag lateral e acabamento interno em couro sintético.

 

Segundo Alfonso o objetivo, além de concorrer com as três novidades do segmento de 2018, é, quem sabe, roubar um pouquinho de mercado dos sedãs grandes, especialmente do Toyota Corolla, líder absoluto de vendas do segmento: “Oferecemos um pacote de itens bem interessante e preço atrativo. Podemos incomodar os líderes”.

 

O sedã tem 4 m 532 de comprimento e 2 m 650 de entreeixos, com 430 litros de capacidade no porta-malas. O motor 1,5 litro flex com turbocompressor, importado da China, mas montado em Jacareí, gera 150 cv aliado ao câmbio CVT.

 

A meta é vender quinhentas unidades/mês logo nos primeiros meses de lançamento – a oferta comercial começará durante o Salão de São Paulo na rede Caoa Chery, que conta com setenta pontos de venda: “Eu disse, recentemente, que chegaríamos a sessenta este ano, mas conseguimos superar a meta. Agora acredito que podemos chegar a mais de cem até dezembro”.

 

Os concessionários sabem que as novidades não param aí: de Anápolis, GO, sairão ainda dois SUVs para completar o portfólio, sendo que o primeiro, Tiggo 4, chega às revendas ainda em 2018: “Fecharemos este ano com 10 mil unidades vendidas. Para 2018 esperamos chegar a 34 mil".

 

Foto: Divulgação.