Mercado começa o ano com alta de 10%

Imagem ilustrativa da notícia: Mercado começa o ano com alta de 10%

São Paulo – O mercado brasileiro de veículos registrou no primeiro mês do ano volume 10,2% superior ao do mesmo mês do ano passado. Segundo dados divulgados pela Fenabrave na terça-feira, 5, foram emplacados 199 mil 797 veículos no mês – um recuo de 14,8% na comparação com dezembro.

 

Deste total 190 mil 797 unidades correspondem às vendas de automóveis e comerciais leves, o que representa crescimento de 8,6% sobre o volume vendido em janeiro do ano passado. Os emplacamentos de caminhões totalizaram, no mês passado, 6 mil 932 unidades, 50,9% a mais, e os de ônibus chegaram a 2 mil 113 unidades, crescimento 89,5% sobre uma base de considerada baixa.

 

O presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, afirmou que a entidade mantém as projeções para este ano, considerada por ele “otimista, porém moderada”.

 

Segundo a entidade, o volume de licenciamentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus deverá chegar a 2 milhões 852 mil 494 unidades, ou 11,2% a mais do que o registrado em 2018.

 

No caso dos automóveis são esperadas vendas de 2 milhões 319 mil 258 de unidades, um volume 10,3% maior do que os licenciados no ano passado. O volume, segundo o presidente, é possível de ser alcançado uma vez que há oferta de crédito, aprovação maior de financiamentos e, principalmente, “otimismo na decisão de compra do consumidor brasileiro e queda da inadimplência”. Os mesmos fatores também foram usados para justificar a projeção de vendas de comerciais leves: 422 mil 458 unidades, alta de 14,5% antes os emplacamentos do ano passado.

 

As demandas do agronegócio seguem como pilar do crescimento do mercado de caminhões em 2019, aponta a projeção da Fenabrave. Com os modelos pesados puxando as vendas, assim como aconteceu do segundo semestre de 2017 até dezembro do ano passado, a entidade espera 88,2 mil unidades licenciadas, 15,4% a mais sobre uma base considerada baixa. Sérgio Zonta, vice-presidente da Fenabrave para caminhões, disse que a constituição de frotas próprias nas grandes empresas ajudará a aumentar o volume de vendas este ano.

 

É esperada alta também nas vendas de ônibus. A entidade projetou 22 mil 578 unidades emplacadas até dezembro com base nas licitações municipais para modelos urbanos e no possível aquecimento das viagens por estradas, o que deverá produzir reflexos nas vendas de modelos rodoviários. Caso alcance o volume o setor terá vendido 17,9% mais ônibus do que no acumulado de 2018.

 

Foto: Divulgação.