Vendas do Grupo Renault caem no primeiro semestre

Imagem ilustrativa da notícia: Vendas do Grupo Renault caem no primeiro semestre

São Paulo – O Grupo Renault divulgou seu balanço semestral na quinta-feira, 1, no qual mostrou que a operação global, no período, registrou prejuízo na comparação com idêntico semestre do ano passado. Segundo os dados divulgados o faturamento foi de 28 bilhões 50 milhões de euros, 6,7% a menos do que o faturamento do janeiro-junho de 2018. Vendas menores na França, Turquia e Argentina foram apontadas como responsáveis pelas perdas no período.

 

Por meio de comunicado a empresa informou que a queda acompanhou o ritmo mais lento do mercado automotivo no primeiro semestre, que registrou recuo de 7% na comparação com o primeiro semestre do ano passado. A empresa também creditou o desempenho a uma menor contribuição das subsidiárias no desempenho do grupo: menos 35 milhões de euros, contra 814 milhões de euros positivos no primeiro semestre de 2018. Esta retração aconteceu, essencialmente, pela queda da contribuição da Nissan nos resultados de 826 milhões de euros.

 

Apesar do cenário a companhia trabalha com a expectativa de um segundo semestre melhor em função de lançamentos, disse o CEO Thierry Bolloré: “Em um contexto mais difícil do que o esperado, a chegada de vários novos modelos, a competitividade reforçada e o espírito de luta das equipes permitem que o grupo confirme seus objetivos de rentabilidade para o ano”.

 

As projeções indicam que o mercado automotivo mundial deverá cair 3% em comparação com 2018, o que representa 1,6% a mais sobre a projeção anterior prevista anteriormente. O mercado europeu, de acordo com a companhia, deverá ficar estável, com exceção de um cenário denominado hard Brexit. O mercado russo deve ter uma queda de 2% a 3%. O mercado brasileiro, por sua vez, deverá registrar crescimento de 8%. A projeção anterior da empresa para o mercado interno era de crescimento de 10%.

 

Foto: Divulgação.