Jeep caminha para subir um degrau no ranking brasileiro

Imagem ilustrativa da notícia: Jeep caminha para subir um degrau no ranking brasileiro

São Paulo – Ao confrontar o ranking das dez marcas com maior volume de vendas do mercado brasileiro de automóveis e comerciais leves até outubro deste ano com o do mesmo período do ano passado, nota-se algumas trocas relevantes de posição no pelotão intermediário. A Renault, por exemplo, superou a Ford, que ainda vê a Toyota aproximar-se de seu retrovisor, após deixar a Hyundai para trás. E a Jeep, que ano passado só enxergava a Honda à distância, tem tudo para fechar o ano na oitava posição.

 

Enquanto os japoneses tiveram recuo de 2,4% nas vendas de janeiro a outubro, comparado com o mesmo período do ano passado, a Jeep cresceu 21,2%. A distância, que superava as 20 mil unidades, ficou pouco acima de quinhentos licenciamentos.

 

Nos últimos resultados mensais a oitava posição já ficou com a Jeep. Em outubro foram quase 2 mil unidades de vantagem sobre a Honda – ou seja, mantendo este ritmo, em novembro a oitava posição ficará, também, no acumulado do ano para a marca da FCA.

 

No pódio nenhuma alteração: a Chevrolet mantém a liderança e cresce acima do ritmo do mercado, assim como Volkswagen e Fiat – o segmento cresceu 7,5% de janeiro a outubro e as três registraram alta superior a 10%.

 

Também na casa dos dois dígitos ficou o crescimento da Renault, nova quarta colocada do mercado brasileiro.

 

Confira:

 

Imagem ilustrativa da notícia: Jeep caminha para subir um degrau no ranking brasileiro

 

Foto: Divulgação.