Iveco entrega Guarani 300 ao Exército Brasileiro

Imagem ilustrativa da notícia: Iveco entrega Guarani 300 ao Exército Brasileiro

A Iveco realizará na sexta-feira, 16, em Sete Lagoas, MG, a entrega do 300º VBTP-MR, Veículo Blindado de Transporte de Pessoal, VBTP-MR, Guarani ao Exército Brasileiro. A viatura foi desenvolvida em parceria com as Forças Armadas para substituir os blindados Urutu e Cascavel. A Iveco Veículos de Defesa, marca da CNH Industrial, também foi escolhida para ser a fornecedora da nova Viatura Blindada Multitarefa LMV. A montagem desse veículo, assim como a produção do Guarani, serão feitas em Minas Gerais. 

 

Humberto Spinetti, diretor da Iveco Veículos de Defesa para a América Latina, destaca que a experiência em desenvolver veículos blindados e multifuncionais para atividades militares e de defesa: "Nossos produtos se destacam em operações pelo mundo, como em ações de membros da OTAN, Organização do Tratado do Atlântico Norte, que reúne 28 países da Europa e América do Norte." 

 

O VBTP-MR Guarani é fruto do esforço de modernização da frota do Exército Brasileiro, que mantém a propriedade intelectual do blindado. A parceria, que começou em 2007 com o desenvolvimento do projeto industrial, foi consolidada em 2013 com a inauguração da primeira fábrica de Veículos de Defesa da Iveco fora da Europa. 

 

Com capacidade para transportar até 11 pessoas, o Guarani pesa 18 toneladas, possui tração 6X6, pode chegar a 110 quilômetros por hora e tem função anfíbia. Além de ar-condicionado, apresenta uma série de inovações tecnológicas, como sistema automático de detecção e extinção de incêndio, baixas assinaturas térmica e radar, o que dificulta sua localização pelos inimigos. 

 

Para produzir cada blindado são necessárias cerca de 3,2 mil horas de trabalho. Com índice de nacionalização superior a 60%, incluindo trem de força e chassi, o veículo é impulsionado pelo motor diesel Cursor 9, da FPT Industrial, com 383 cv de potência máxima. Ele conta ainda com transmissão automática.

 

A plataforma do blindado poderá ser usada como base para o desenvolvimento e a produção de uma família de blindados em diferentes versões, entre as quais viaturas de reconhecimento, socorro, posto de comando, porta-morteiro e ambulância.  

 

Foto: Divulgação.