América do Norte sustenta operação da Cummins no trimestre

Imagem ilustrativa da notícia: América do Norte sustenta operação da Cummins no trimestre

São Paulo – A Cummins apresentou na sexta-feira, 9, seu balanço referente ao segundo trimestre. Por meio de comunicado a companhia informou que a receita global obtida no período foi de US$ 6,2 bilhões, o que significa crescimento de 1% ante igual período em 2018. A empresa creditou o resultado ao aumento na produção de caminhões na América do Norte e à demanda aquecida por geradores de energia na região.

 

As vendas do segundo trimestre, naquele mercado, aumentaram em 7% sobre o volume vendido no segundo trimestre do ano passado. A empresa não informou o volume vendido por unidade de negócio no balanço. Sobre as vendas nos demais mercados a empresa informou que houve recuo de 6% na comparação com o resultado comercial registrado em 2018.

 

O que derrubou as vendas da Cummins no resto do mundo foi a menor demanda por caminhões na China, Europa, Brasil e Índia, segundo o balanço divulgado.

 

O Ebitda, lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, no segundo trimestre, foi de US$ 1,1 bilhão -- no ano passado, no mesmo período, foi de US$ 897 milhões. O lucro líquido somou US$ 675 milhões, e era de US$ 545 milhões no segundo trimestre de 2018.

 

A projeção da empresa para a ano é de estabilidade no quadro, ou seja, redução da demanda de caminhões nos mercados internacionais, mercado estadunidense aquecido e dólar valorizado. A empresa espera um Ebitda na faixa de 16,25%.

 

Foto: Divulgação.