Ford desenvolve composto de borracha adaptável ao biodiesel

Imagem ilustrativa da notícia: Ford desenvolve composto de borracha adaptável ao biodiesel
CompartilheTecnologia
09/10/2019

São Paulo – A equipe de engenharia de materiais do Centro de Desenvolvimento do Produto da Ford em Camaçari, BA, desenvolveu um composto de borracha para aplicação em tubulação de veículos que usam biodiesel que já gerou duas patentes nos Estados Unidos e segue em processo de registro no Brasil, China e Europa.

 

Como o biodiesel – que, aqui, compõe 10% da mistura do diesel, com previsão de aumentar para 15% – possui alto ponto de fulgor, as mangueiras e vedações que ligam o bocal de abastecimento ao tanque de combustível precisam usar materiais que não acumulam carga eletrostática, que pode gerar faíscas em períodos de menor umidade. Como solução foi adotada a HNBR, borracha nitrílica hidrogenada, importada e com custo elevado.

 

O material desenvolvido pela engenharia da Ford possui custo ao menos cinco vezes menor. O composto de borracha PVC/NBR condutivo pode usar o grafeno ou sílica obtida a partir da cinza de casca de arroz como componente – foram duas as fórmulas patenteadas.

 

As primeiras peças feitas com o novo material chegarão ao mercado no ano que vem, com a Ranger. A Ford também pretende licenciar o composto para outras marcas, inclusive fabricantes de caminhões. Segundo a empresa, o material é compatível com o uso de B30 – 30% de mistura de biodiesel no diesel.

 

Foto: Divulgação.