Mercedes-Benz projeta mercado de caminhões 30% maior

Imagem ilustrativa da notícia: Mercedes-Benz projeta mercado de caminhões 30% maior

A Mercedes-Benz acredita que o ano será bom para caminhões e ônibus e divulgou suas projeções na segunda-feira, 5, com expansão nas vendas de 30% e 15%, respectivamente, para o mercado, e com o crescimento da empresa seguindo o mesmo ritmo. Roberto Leoncini, vice-presidente de vendas, marketing, peças e serviços, afirmou que o mercado de caminhões pode chegar a 70 mil unidades vendidas -- na dependência dos financiamentos:

 

"O lado bom é que, com as taxas de juros atuais, o segmento não depende apenas do Finame, pois o CDC está com custo bem próximo e ainda há o leasing operacional e os consórcios”.

 

No ano passado a retomada do setor de caminhões foi puxada pelos extrapesados, ele recordou, e este ano deve continuar: “Pelos negócios que estamos fazendo e pelos que estão planejados ao longo do ano nosso carro chefe será extrapesado, pois nesse segmento estão os empresários mais maduros com relação à necessidade de investimentos em frota para não rodar com caminhões mais velhos”.

 

O executivo espera que os extrapesados representem até 43% das vendas em 2018, mas esse segmento é separado em on road e off road e a previsão para o segundo é de queda, pois as compras do setor agrícola serão menores e o setor de construção não deve retomar o crescimento este ano. Com isso a empresa pretende aumentar suas vendas no segmento on road, para compensar as perdas do off road e continuar com o mesmo market share, de 50% a 60%.

 

O segmento de leves representará até 23% das vendas e o de semi pesados chegará a 30%. Leoncini destacou que o segmento médio é pequeno e não deve ter grande espaço nas vendas ao longo do ano. Com expectativa de alta nos negócios ele nomeou alguns setores que devem movimentar as vendas de caminhões, caso do agronegócio, logística, carga industrial, combustíveis e químicos, mineração e madeira.

 

Das principais negociações realizadas em janeiro ele pinçou os 533 extrapesados vendidos para a Raízen, fabricante de álcool combustível, sendo trezentos Actros para transporte de combustível da Shell e 233 Axor para operações off road.

 

Comerciais leves - Para os comerciais leves com PBT de 3,5 toneladas a 5 toneladas a empresa espera aumentar as vendas em 15%, sendo que no ano passado vendeu 6 mil 327 unidades e obteve 36,7% de participação de mercado. Para atingir o aumento esperado nas vendas a Mercedes-Benz espera que alguns segmentos movimentem o mercado, caso das licitações, escolar, lotação, fretamento, turismo, ambulância, e-commerce, logística e varejo.  

 

Ônibus em alta - A Mercedes-Benz projeta expansão de 15% do segmento de ônibus, com suas vendas seguindo pelo mesmo caminho e, para que isso aconteça, a empresa aposta nas licitações do transporte escolar e nas renovações de frota nos segmentos urbano e rodoviário para puxar o crescimento.

 

A empresa destacou os grandes negócios fechados no começo do ano, como a negociação de 1,6 mil micro-ônibus para o governo federal, após vencer licitação do programa Caminho da Escola do FNDE -- os veículos serão distribuídos a municípios em todo o Brasil.

 

Foto: Divulgação.