Dana fecha negócio de US$ 6,1 bilhões com a GKN

Imagem ilustrativa da notícia: Dana fecha negócio de US$ 6,1 bilhões com a GKN

A Dana anunciou na sexta-feira, 9, a assinatura de acordo para a combinação de suas operações com as da divisão de driveline da GKN. O negócio de US$ 6,1 bilhões cria a Dana Plc, empresa de sistemas de transmissão. O montante é composto por US$ 1,6 bilhão para a GKN Plc, assumindo cerca de US$ 1 bilhão de passivos líquidos de fundo de pensão e 133 milhões de novas ações da Dana Plc emitidas para os acionistas da GKN, avaliadas em aproximadamente US$ 3,5 bilhões. A confirmação do negócio foi divulgada na sexta-feira, 9, pela empresa em comunicado oficial.

 

De acordo com os termos dos acordos, os acionistas da Dana serão proprietários de 52,75% das ações da empresa e os acionistas da GKN, 47,25%. A empresa combinada, Dana Plc. terá sua sede fiscal no Reino Unido, com ações negociadas em Wallstreet.

 

Para James Kamsickas, presidente e CEO da Dana, "esta transação transformadora e estratégica solidifica a Dana como líder mundial em sistemas de transmissão de veículos e estabelece uma posição de liderança na propulsão elétrica, que vemos como o futuro dos drivetrains de veículos".

 

Entre as razões que levaram à parceria, a empresa cita que vai contribuir para aumentar a escala do portfólio: "Com vendas proforma de aproximadamente US$ 13,4 bilhões em 2017, a empresa será líder global em sistemas de acionamento de veículos em todos os três principais mercados de mobilidade, veículos leves, veículos comerciais e off-highway".

 

De acordo com o comunicado, a Dana implementou um financiamento de dívida comprometida para o pagamento em dinheiro e emitirá 133 milhões de ações da Dana Plc para os acionistas da GKN para consumar a transação. 

 

A Dana espera entregar sinergias de custo anual de US$ 235 milhões dentro de três anos. A combinação também renderá benefícios fiscais, criando mais valor para os acionistas. A transação deve trazer ganhos de lucro por ação da Dana em 2019.

 

A Dana espera concluir a transação, que está sujeita às aprovações regulatórias dos acionistas e usuais, no segundo semestre de 2018.

 

Foto: Divulgação.