Mercedes-Benz inicia corrida pelo ônibus autônomo

Imagem ilustrativa da notícia: Mercedes-Benz inicia corrida pelo ônibus autônomo
CompartilheLançamento
13/07/2018

São Paulo – A Mercedes-Benz anunciou na sexta-feira, 13, que equipará chassis de ônibus rodoviários com sistema de piloto automático, ACC na sigla em inglês. A companhia acredita que a tecnologia, importada da Alemanha, representa o primeiro passo rumo à condução autônoma e é comum na Europa, integrando também o portfólio das demais montadoras naquele mercado.

 

A M-B acredita que o cenário atual do setor é favorável à adoção de novas tecnologias, ainda que a indústria siga em processo de retomada das vendas após período de desaquecimento pós-2013. Segundo Walter Barbosa, diretor de vendas e marketing de ônibus, o tamanho atual do mercado justifica o desembarque de inovações que, em outros tempos, tinha como entrave justamente o volume de vendas registrado no País:

 

“É uma combinação de fatores que permitiu que se vendesse um ônibus equipado com alta tecnologia, como estamos fazendo com os chassis O 500 RS e RSD. O tamanho do mercado atual está abaixo das 2,5 mil unidades vendidas anos atrás, mas a perspectiva para o ano é a de que sejam vendidos 1,5 mil até dezembro. É um volume interessante”.

 

Dados do Renavam apresentados pela M-B mostraram que as vendas no segmento rodoviário cresceram 71% no primeiro semestre na comparação com os primeiros seis meses do ano passado, o que a ajudou a deter fatia de mercado de ônibus de 60% no período.

 

Os outros fatores citados pelo executivo, afora o volume de vendas de ônibus rodoviários esperado para o ano, são a renovação de frota e as novas necessidades dos maiores clientes do segmento que atuam aqui: “Houve, no primeiro semestre, forte movimento de antecipação de compras em função do período ser de fim de ciclo da frota atual. Há também a necessidade dos clientes de ter operação eficiente, uma vez que o setor foi redesenhado nos últimos três anos”.

 

Redesenho, segundo Barbosa, significa que o mercado de ônibus precisou buscar alternativas para poder superar o período de vendas baixas e, talvez o mais importante, sobreviver à concorrência com outros modais de transporte, como o aéreo: “Os clientes pediram para que houvesse uma oferta de veículos rodoviários com elevado nível de tecnologia, porque representam operações mais seguras e eficientes”.

 

Afora o piloto automático a empresa passa a oferecer também pacote com catorze itens de segurança, como sistema de frenagem de emergência, freio-motor auxiliar, suspensão pneumática controlada eletronicamente: “Essa família O 500 é a mais moderna e avançada, desenvolvida no conceito modular, que permite receber todos os tipos de carroçarias desejadas pelos clientes”.

 

O valor do pacote de segurança varia de 3% a 6% do preço do modelo.

 

Cliente - A Mercedes-Benz acredita que seu modelo de ônibus rodoviário topo de linha será assimilado lentamente pelo mercado. De todo modo, o ônibus equipado com as novas tecnologias integra negócio fechado com a Viação Águia Branca, de Vitória, ES, que atua no transporte rodoviário nas regiões Sudeste e Nordeste.

 

Serão entregues, até dezembro, 133 chassis de ônibus O 500 3SD e RSD, sendo que dois deles estarão equipados com as novas tecnologias.

 

Foto: Divulgação.