Outubro registra maior volume de vendas do ano

Imagem ilustrativa da notícia: Outubro registra maior volume de vendas do ano

São Paulo – O mercado brasileiro de veículos registrou em outubro 254 mil 732 emplacamentos, o maior volume mensal de vendas do ano, de acordo com dados divulgados pela Fenabrave na quinta-feira, 1º. O resultado superou as vendas de agosto, com suas 248,6 mil unidades.

 

Até outubro, as vendas de veículos acumulam crescimento de 15,3% na comparação com os dez primeiros meses do ano passado. O quadro comercial positivo foi mantido pelo desempenho dos modelos de entrada e SUVs, no segmento de veículos leves, e pela retomada no mercado de caminhões. Foram vendidas no acumulado do ano 2 milhões 100 mil 791 unidades.

 

Dividindo o balanço da entidade por categorias no acumulado do ano as vendas de automóveis e comerciais leves foram de 2 milhões 24 mil 388 unidades, alta de 14,3% na comparação com o mesmo período no ano passado. Os caminhões foram 61 mil 66 unidades, 51% a mais. Os ônibus 15 mil 337 unidades, 27% a mais.

 

Em outubro as vendas de automóveis e comerciais leves somaram 244 mil 740 unidades, volume 24,5% superior ao mesmo mês de 2017 e 19,6% acima do resultado de setembro. Em caminhões os licenciamentos alcançaram 7 mil 920 unidades, crescimento de 56,7% na comparação mensal e de 18,1% na anual. O segmento de chassis de ônibus avançou 77% sobre outubro do ano passado e 8,3% sobre setembro, somando 2 mil 72 unidades.

 

No segmento de automóveis os hatches pequenos foram os veículos com maior fatia do mercado nacional, 28,7%. O modelo mais vendido até outubro foi o Chevrolet Onix, 168 mil 540 unidades. Os SUVs detiveram 24,2% do mercado, tendo como expoente o Jeep Compass, 50 mil 517 emplacamentos. 

 

A General Motors deteve a maior fatia do mercado, 18%, considerando automóveis e comerciais leves. De janeiro até outubro, no entanto, a empresa perdeu espaço pois no começo do ano sua fatia era de 19,3%. A Volkswagen viu sua participação saltar de 15% para 15,3%. A participação da FCA também aumentou nos dez meses: de 13,3% para 14% em outubro.

 

A Ford, que teve o quarto melhor desempenho comercial no acumulado do ano, viu sua participação cair de 9,3%, registrado em janeiro, para 8,8%, em outubro.

 

Vendas diretas – Até outubro as vendas de automóveis e comerciais leves efetuadas pelas concessionárias representaram 57,2% do total de emplacamentos, ficando os 42,7% restantes a cargo das vendas diretas realizadas pelas montadoras.

 

Foto: Divulgação.