M-B projeta alta de 10% para segmento premium

Imagem ilustrativa da notícia: M-B projeta alta de 10% para segmento premium

São Paulo – O segmento de carros premium crescerá 10% este ano no mercado brasileiro, de acordo com as contas de Britta Seeger, integrante do board da Daimler responsável por vendas e marketing dos modelos Mercedes-Benz. A executiva esteve no Brasil para participar da Mercedes-Benz Night, tradicional evento anual da companhia, e conversou com jornalistas na manhã da sexta-feira, 8.

 

No ano passado Audi, BMW e Mercedes-Benz comercializaram 32,5 mil unidades – e é este o recorte do segmento com o qual a companhia trabalha. Segundo Seeger as demais marcas, como Volvo e Jaguar Land Rover, não são concorrentes diretos da M-B, por oferecerem portfólio distinto.

 

Isoladamente, a Mercedes-Benz registrou o licenciamento de 12 mil 131 unidades, ficando com 38% das vendas do mercado premium das marcas alemãs. O objetivo, em 2019, é acompanhar a expansão do mercado, mantendo o Classe C e o GLA, os dois modelos produzidos em Iracemápolis, SP, como os mais vendidos do Brasil – em 2018 eles registraram quase 8 mil licenciamentos.

 

Para apoiar o aumento da demanda e acompanhar o crescimento do mercado Seeger disse que a empresa lançará vinte novos modelos no ano, novos veículos e versões – o A 35 AMG, porta de entrada dos esportivos Meercedes-Benz, foi o primeiro dos lançamentos programados, apresentado durante a Mercedes-Benz Night.

 

Seeger também falou sobre a eletrificação dos veículos no Brasil: a empresa já deu seu primeiro passo com o lançamento do Classe C 200 EQ Boost, que tem motor a combustão aliado a uma fonte de energia elétrica adicional. “No ano que vem lançaremos o primeiro modelo da família EQ no Brasil, o nosso primeiro 100% elétrico”.

 

Foto: Divulgação.