Watson ajuda a contratar seguros

Imagem ilustrativa da notícia: Watson ajuda a contratar seguros

São Paulo – Os braços da inovação tecnológica que avançam sobre a indústria automotiva chegaram até área correlata, a de seguros de automóveis. A Planetun, que desenvolve ferramentas de tecnologia para seguradoras, e a IBM apresentaram na terça-feira, 12, aplicativo de vistoria que pretende acelerar o processo de contratação do seguro.

 

De acordo com o CEO da Planetum, Henrique Mazieiro, há empresas interessadas na ferramenta, por representar aumento de eficiência e uma estrutura de operação reduzida: “Nós operamos no mercado de aplicativos para seguros desde 2017. A ferramenta que apresentamos hoje é mais avançada porque funciona por meio de inteligência artificial criada pela IBM”.

 

Uma seguradora, cujo nome não foi revelado utilizará a aplicação a partir de março. Na prática o aplicativo funciona indicando ao proprietário de um veículo como ele deve registrar imagens de determinadas partes do automóvel para que seja feita uma avaliação e, assim, a contratação do seguro. No modelo convencional, a contratação é feita por meio de agendamentos de visitas e a consequente presença de um intermediário no processo. Com o seu produto a Planetun pretende mudar a sequência, estabelecendo um canal direto com o cliente.

 

A inteligência artificial da IBM chamada Watson, ponto-chave da ferramenta, é acionada neste momento: as fotos de partes do veículo são analisadas em conjunto com outros dados, resultando em uma avaliação que indica, ou não, a contratação do seguro por meio do cruzamento das informações.

 

Watson é uma espécie de supercomputador que armazena conhecimento a partir das informações que nele são inseridas, daí ser chamado de inteligência artificial. A Volkswagen, por exemplo, utiliza a tecnologia da IBM no manual cognitivo do sedã Virtus – o sistema do veículo responde às questões feitas pelo motorista a respeito dos parâmetros do carro e seus componentes. O presidente Pablo Di Si afirmou que o T-Cross, que será apresentado nas próximas semanas, também terá aplicações com o Watson.

 

A Planetun integra um grupo de empresas que, no universo da tecnologia, são chamadas de insurtechs, uma corruptela de insurance – seguro, na língua inglesa –  com o sufixo já conhecido que designa as empresas que trabalham com inovação. A tendência cresce no Brasil, segundo dados da Câmara E.Net, a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico: estão em operação 79 pequenas insurtechs.

 

Mazieiro afirmou que a atual aplicação, por causa da inteligência artificial IBM, está mais precisa e processa operações de forma mais segura: “O cliente recebe um SMS, abre, tira foto do carro, envia pra seguradora e em cerca de seis horas o processo todo está realizado”.

 

Para evitar fraudes as fotos só podem ser tiradas pelo aplicativo. A startup usa a geolocalização, data em que foram tiradas e checa se as imagens já foram previamente usadas.

 

Em 2018 a Planetun realizou 110 mil processos de autovistoria com uma média de adesão e retorno positivo em 70% dos casos, disse o executivo. A seguradora que contrata o serviço da companhia paga R$ 15 cada uma.

 

Foto: Divulgação.