Seminovos rendem R$ 2,4 bi às locadoras no trimestre

Imagem ilustrativa da notícia: Seminovos rendem R$ 2,4 bi às locadoras no trimestre

São Paulo – As três maiores empresas brasileiras de venda de seminovos e locação, Localiza, Unidas e Movida, registraram no primeiro trimestre uma receita líquida conjunta de R$ 2,4 bilhões com a venda de veículos de sua frota, aumento de 1% ante a receita líquida do primeiro trimestre de 2018. O volume de veículos vendido no período, segundo dados dos balanços financeiros publicados pelas companhias, chegou a 63 mil 525 unidades, 38% a mais do que o volume vendido no janeiro-março do ano passado.

 

Fossem uma montadora, e para se ter uma ideia de grandeza, as três empresas teriam vendido volume suficiente para serem a quarta empresa do ranking brasileiro no trimestre, atrás de General Motors, Volkswagen e Fiat, segundo dados da Fenabrave. Ficaria à frente de montadoras como Renault, que vendeu 51,2 mil unidades no trimestre, Ford, 48,4 mil, e Toyota, 47,2 mil, por exemplo.

 

No trimestre a Localiza foi a empresa com maior receita líquida com a venda de seminovos, R$ 1 bilhão 460 milhões 100 milhões, alta de 23% ante a receita registrada no primeiro trimestre do ano passado. A companhia vendeu no período 36 mil 651 unidades de seminovos, um volume 45% maior do que o vendido no janeiro-março do ano passado. O tíquete médio nas vendas da empresa, no período, foi de R$ 36,6 mil.

 

A Unidas, por sua vez, obteve uma receita líquida com vendas de seminovos de R$ 523,4 milhões, crescimento de 37,7% sobre a receita líquida registrada nos primeiros três meses do ano passado. Em termos de volume, foram 14 mil 111 unidades de seminovos vendidas, volume 20% maior do que o vendido no primeiro trimestre de 2018. O tíquete médio nas vendas da empresa no trimestre foi de R$ 37 mil.

 

A receita líquida registrada pela Movida no período foi de R$ 468 milhões, uma alta de 39% sobre a receita líquida do primeiro trimestre do ano passado. O volume de vendas foi de 12 mil 763 unidades, o que significa que houve crescimento de 41,6%. O tíquete médio das vendas de seminovos foi de R$ 36,7 mil.

 

Foto: Divulgação.