Volvo enfatiza necessidade de melhorias na infraestrutura

Imagem ilustrativa da notícia: Volvo enfatiza necessidade de melhorias na infraestrutura
Foto Jornalista Roberto Hunoff

Por Roberto Hunoff

CompartilheFenatran
13/10/2019

São Paulo – O presidente mundial de caminhões da Volvo, Roger Alm, reafirmou visão positiva para a sustentabilidade dos negócios da montadora na América Latina. Mas enfatizou a necessidade de melhorias na infraestrutura para que novas tecnologias possam ser, efetivamente, incorporadas. “Quando o PIB cresce, o transporte segue a mesma trajetória”.

 

Wilson Lirmann, presidente para a América Latina, lembrou que em fevereiro a empresa projetava crescimento de 30% para o segmento de caminhões acima de 17 toneladas. O aumento efetivo projetado, no momento, é de 45%, o que coloca o mercado brasileiro como o segundo maior para a Volvo, atrás apenas dos Estados Unidos.

 

Dentre as tecnologias mais próximas de chegar ao Brasil e região são o veículo autônomo e o elétrico. Para Alm, a América Latina já desenvolveu cultura madura para receber estes novos recursos tecnológicos. Destacou que na Noruega está em testes caminhão, com nível quatro de automação, que retira o motorista da cabine.

 

Martin Lundestedt, CEO da Volvo, destacou que globalmente a montadora teve dois trimestres positivos, com vendas próximas a RS 100 bilhões, crescimento na ordem de 20%. Ponderou, no entanto, expectativa de redução na expansão global em funções das economias desenvolvidas, mas de continuidade forte na América Latina.

 

Imagem ilustrativa da notícia: Volvo enfatiza necessidade de melhorias na infraestrutura

 

Como novidades na Fenatran, a empresa mostra a série especial FH 40 anos, com acabamento Top Classe, a tecnologia de aceleração inteligente, que tornou o equipamento até 10% mais econômico, e o modelo VM 2020, com novidades na cabine.

 

Foto: Divulgação.