Congresso SAE Brasil discute o futuro da mobilidade no País

Imagem ilustrativa da notícia: Congresso SAE Brasil discute o futuro da mobilidade no País

São Paulo – A 28ª edição do Congresso SAE Brasil e da Mostra Internacional SAE Brasil de Tecnologia da Mobilidade foi inaugurada na terça-feira, 15, com foco no futuro da mobilidade e nas tecnologias que farão parte do futuro do setor. Mauro Correia, presidente da SAE Brasil, disse que o fato de o evento ser realizado em paralelo à Fenatran 2019 agrega mais conhecimento:

 

“É muito bom porque é possível ver algumas tecnologias que serão discutidas no congresso já aplicadas em veículos ou, pelo menos, já desenvolvidas e apresentadas ao público”.

 

Otacilio Gomes Júnior, diretor geral da SAE Brasil, relembrou a necessidade de se discutir o futuro da mobilidade no País: “Há quem ache que as mudanças virão daqui vinte, trinta anos, mas elas estão acontecendo agora. Se não acompanharmos, a indústria nacional perderá espaço no mercado global”.

 

Presidente e CEO da Scania para América Latina, Christopher Podgorski é o presidente desta edição do Congresso SAE Brasil. Segundo ele os debates são muito importantes para que a indústria consiga acompanhar o ritmo das mudanças: “Precisamos conversar sobre esses temas para criarmos um ecossistema de mobilidade mais sustentável e limpo no futuro. Esse, é claro, é um dos caminhos, mas os modelos de negócios também mudarão”.

 

Para Dan Ioschpe, presidente do Sindipeças, parece que o Brasil entendeu a necessidade de investir em pesquisa e desenvolvimento para estar apto a acompanhar as mudanças: “P&D e engenharia são áreas que precisam de investimento para desenvolver as tecnologias futuras e, ao que me parece, o País começou a olhar com outros olhos para essas áreas”.

 

Ele também acredita que as mudanças trarão muitas oportunidades de negócios.

 

Participaram da cerimônia de abertura Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea, Raman Venkatesh, vice-presidente da SAE Internacional, Norberto Fabris, presidente da Anfir, Edson Caram, secretário municipal de mobilidade e transporte da cidade de São Paulo e Regiane Relva Romano, representante do MCTIC, Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações.

 

Fotos: Divulgação.