Vendas no setor de implementos cresceram 37% até outubro

Imagem ilustrativa da notícia: Vendas no setor de implementos cresceram 37% até outubro

São Paulo – O setor de implementos registrou alta de 37% nas vendas até outubro na comparação com igual período do ano passado, segundo balanço divulgado pela Anfir. Nos dez primeiros meses do ano o volume vendido foi de 99 mil 821 unidades.

 

De acordo com Norberto Fabris, presidente da entidade, é possível que com o ritmo das vendas registrado no período o setor alcance meta de recuperação em 20% ante os resultado de 2018. No entanto, ainda há discurso de cautela acerca de como o mercado se comportará até dezembro:

 

“Não há como estimarmos porque alguns fatores interferem na precisão de qualquer cálculo”, explica Fabris. O presidente se refere ao desaquecimento que ocorre no mês de dezembro, causado pelos feriados de final de ano, somado ao fato que o ambiente geral da economia ainda é de recuperação.

 

De todo modo o representante disse, ainda, que demandas pontuais nos centros urbanos apresentaram ao longo do ano certo aquecimento nos negócios: “Betoneira passou de 137 produtos em dez meses de 2018 para 437 emplacamentos este ano. Trata-se de uma venda ligada integralmente a construção civil, portanto reflexo direto das atividades nesse segmento”.

 

Do total vendido no ano os reboques e semirreboques representaram o maior volume, com 53 mil 240 unidades vendidas, alta de 48% sobre o volume vendido no segmento no ano passado. Dentro do segmento as vendas de implementos graneleiros chegaram a 13 mil 852 unidades até outubro, alta de 51%. Os basculantes somaram 10 mil 834 unidades, alta de 76%.

 

No caso das vendas de carrocerias sobre chassis as vendas somaram 46 mil 581 unidades, 25% a mais sobre as vendas realizadas no janeiro-outubro do ano passado. O maior volume vendido no período, dentro desse segmento, foi o de baús frigoríficos de alumínio, com 19 mil 528 unidades, alta de 16%. Os graneleiros para carga seca somaram 12 mil 983 unidades, alta de 19%.

 

As exportações no acumulado do ano, até outubro, registraram queda de 25,5%. Foram embarcadas 2 mil 21 unidades.

 

Foto: Divulgação.