Exportações de autopeças recuam vinte anos

Imagem ilustrativa da notícia: Exportações de autopeças recuam vinte anos
Foto Jornalista Redação AutoData

Por Redação AutoData

CompartilheBalanço
04/06/2020

São Paulo – Em abril as exportações de autopeças renderam aos cofres das fabricantes nacionais US$ 293,6 milhões, informou o Sindipeças no Relatório de Balança Comercial divulgado na quinta-feira, 4.Foi, segundo a entidade, um recuo de vinte anos:  “As exportações de autopeças reproduziram nível enfrentado no final da década de noventa”.

 

O resultado de abril representou queda de 57,4% com relação ao mesmo mês do ano passado, mais do que o dobro da queda de março de 2019 para março de 2020, 23%. A entidade que representa as fabricantes de peças e componentes nacionais justificou o recuo pelo fechamento de fronteiras de algumas nações, restrições ao transporte de carga e isolamento social, especialmente nos Estados Unidos e Europa.

 

No acumulado do ano as exportações somam US$ 1,9 bilhão, valor 25% inferior ao de janeiro a abril de 2019. Quedas em todos os principais destinos das peças brasileiras: 24% Argentina, 37% Estados Unidos, 23% México, 28% Holanda e 15% Alemanha.

 

As importações também apresentam trajetória descendente: em abril a queda foi de 45,9% informou o Sindipeças, para US$ 576,6 milhões, acompanhando “a toada do mercado, condicionadas pelo fechamento das unidades automotivas e de autopeças em abril”.

 

Até abril as importações acumulam redução de 20,1%, somando US$ 3 bilhões. O saldo da balança comercial está negativo em US$ 283 milhões.

 

Foto: onlyyouqj / Freepik.